WhatsApp prepara-se para receber recurso muito solicitado pelos utilizadores

WhatsApp prepara-se para receber recurso muito solicitado pelos utilizadores

3 Março, 2021 0 Por Joel Pinto

Nas ultimas semanas muito se tem falado do WhatsApp, infelizmente não pelos bons motivos, já que a empresa o controla quer mudar a sua politica de privacidade, que permitirá que a aplicação partilhe informações com o Facebook, e como é óbvio isso preocupa os utilizadores. No entanto, isso não impede o Facebook de continuar a desenvolver novos recursos para aquela que é a aplicação de mensagens, mais utilizada em todo o mundo.

O próximo recurso a chegar ao WhatsApp poderá estar associado à segurança das imagens partilhadas. Na verdade, o pessoal do WABetaInfo percebeu a chegada de um recurso na aplicação que permite a destruição automática dos diversos recursos visuais. Ou seja, quando partilha uma foto, não quer necessariamente que ela permaneça na discussão para sempre, que entre muitas coisas, ocupa espaço no seu dispositivo. Com este novo recurso, um ícone aparece na parte inferior esquerda da imagem antes de a partilhar, e com ele é possível activar uma contagem regressiva para que essa imagem se autodestrua automaticamente após ser visualizada.

WhatsApp prepara recurso de destruição automática dos diversos recursos visuais

Esse novo recurso também permite remover o visual caso um utilizador saia do chat actual. Mais importante ainda, passará a ser impossível exportar essa imagem para o seu smartphone. Algo semelhante ao Snapchat, ou Instragam Live, que permitirá manter uma certa segurança quanto ao conteúdo partilhado. A imagem só ficará visível clicando sobre ela. A visualização não mostrará nada, o que fornecerá segurança adicional. Último ponto a lembrar, a aplicação também vai bloquear as capturas de ecrã.

WhatsApp recurso

De momento não há uma data de implantação para esse recurso, mas pode chegar nas próximas semanas através de uma actualização.

Para quem não sabe, o WhatsApp já oferece um sistema de autodestruição, mas apenas para mensagens escritas, e este acréscimo permitirá aos utilizadores expandir essa possibilidade para o conteúdo multimédia.