Primeiro-ministro espanhol foi espiado através do software Pegasus

Primeiro-ministro espanhol foi espiado através do software Pegasus

3 Maio, 2022 0 Por Joel Pinto

Pedro Sanchez espiado com o Pegasus

As autoridades espanholas detectaram a presença do spyware Pegasus nos smartphones do primeiro-ministro Pedro Sanchez e da ministra da Defesa Margarita Robles. Numa conferência de imprensa urgentemente convocada em Madrid, o Ministro da Presidência, Félix Bolaños, afirmou que os telemóveis de Pedro Sanchez e Margarita Robles tinham sido infectados em Maio de 2021 por este software desenhado pela empresa israelita NSO e que já é alvo de múltiplas investigações em todo o mundo.

Quem está por trás da espionagem? O ministro da Presidência não quis especificar quem poderia ter espiado o primeiro-ministro, ou se eram suspeitas de potências estrangeiras ou grupos espanhóis.

"As intervenções foram ilícitas e externas. Meios externos realizados por órgãos não oficiais e sem autorização do Estado”, disse, acrescentando que a espionagem foi denunciada ao Ministério da Justiça e o Tribunal Superior vai tratar do caso.

O anúncio ocorre quando o governo de coligação de esquerda enfrenta intensa pressão. Ele é obrigado a explicar-se depois de a empresa canadense Citizen Lab ter declarado que mais de 60 pessoas ligadas ao movimento separatista catalão foram alvo do spyware Pegasus.

Após alegações de espionagem de membros do movimento separatista catalão, o principal aliado do governo minoritário no parlamento, o partido de esquerda da independência catalã ERC, disse que retiraria o seu apoio até que Madrid tomasse medidas para restaurar a confiança.

Pegasus

O órgão de protecção de dados da União Europeia pediu que o Pegasus seja banido por alegações de que governos clientes o usaram para espiar activistas, jornalistas e políticos.

FONTE

Já deixou o seu like na nossa página do Facebook? Receba toda a informação em primeira mão. Siga-nos também no Google Notícias, basta selecionar-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.