Partições virtuais serão obrigatórias no Android 11

Partições virtuais serão obrigatórias no Android 11

8 Abril, 2020 0 Por Joel Pinto

Quando a Google lançou a versão 7.0 do seu sistema operativo móvel para smartphones, o Android Nougat, disponibilizou a possibilidade de as fabricantes de smartphones utilizarem diversas partições para tornar as actualizações do sistema, mais uniformes. Mas como em quase tudo, como não eram obrigados a utilizar as mesmas, as fabricantes simplesmente ignoraram essa possibilidade. No entanto, com o Android 11 tudo isso vai mudar, já que o gigante das pesquisas irá obrigar as fabricantes a utilizar as partições virtuais, e quem não o fizer, terá um preço muito alto a "pagar".

Android 11 força fabricantes a implementar as partições virtuais

Partições virtuais, não são mais do que partições A/B que são partições duplicadas, que ambas contam com o sistema operativo e com os dados relevantes para iniciar o sistema.

Actualmente, se instalarmos uma actualização no sistema operativo Android, essa actualização vai substituir os dados no seu sistema, forçando-o a reiniciar o dispositivo, este entra no modo recovery e aplica a actualização.

Com as partições virtuais, isso muda completamente, pois passaremos a ter 2 partições com o sistema, e quando actualizamos o sistema operativo, fazemos isso na partição que não está em uso. Isso faz com que não seja obrigado a reiniciar o sistema, já que a actualização é feita em segundo plano. No entanto, só irá utilizar o sistema quando reiniciar o dispositivo, e ele colocará a sua partição actual de lado, e iniciará o dispositivo com a partição que já tem a actualização instalada. Mas podem ver a imagem abaixo que é bem esclarecedora:

partições virtuais

As vantagens? Menos tempo de actualização, e a possibilidade de voltar para a versão antiga caso a actualização actual tenha causado algum problema no sistema.

Mas se isso já estava disponível, porque é que os fabricantes não a utilizam ainda? Como deve imaginar, mais espaço de armazenamento será necessário reservar para o sistema operativo. Além disso, a implementação deve aumentar os custos, já que a Google frequentemente altera a gestão de partições. O Android 11 deve tornar as partições virtuais obrigatórias para dispositivos que saiam de fabrica com esse sistema. Do ponto de vista do utilizador, acho que é uma excelente noticia.

Os dispositivos que forem lançado com o Android 11 e sem as partições virtuais, não poderão utilizar as aplicações e serviços da Google, e todos sabemos o quanto isso é importante para as fabricantes.

FONTE

Ajude-nos a crescer, visite a nossa página do Facebook e deixe o seu gosto, para ter acesso a toda a informação em primeira mão. E se gostou do artigo não se esqueça de partilhar o mesmo com os seus amigos. Siga-nos também no Google Notícias, selecione-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.