Outra vez? OnePlus Nord 2 explode e causa preocupação

Outra vez? OnePlus Nord 2 explode e causa preocupação

11 Setembro, 2021 Não Por Joel Pinto

Já é a terceira vez que acontece, e a empresa afirma que não é culpa do seu equipamento. A verdade é que é o terceiro relato que aponta a explosão do Oneplus Nord 2, em apenas 2 meses. O primeiro foi no inicio do mês de Agosto, algumas semanas depois a segunda unidade explodiu na mão de um utilizador e que causou ferimentos graves, e agora é reportado o terceiro caso.

O zelado desta vez foi Gaurav Gulati, o proprietário do OnePlus Nord 2 que afirma que o telefone simplesmente pegou fogo enquanto estava com sua túnica de advogado. O homem diz que lhe começou a cheirar a queimado e que viu fumo a sair do seu fato, e retirou-o de imediato. Segundos depois, o terminal explodiu no meio do tribunal. Ele especifica que o smartphone estava com cerca de 90% de bateria e não estava a ser usado no momento do incidente.

Gaurav Gulati relatou o seu acidente na rede social Twitter, onde revelou algumas fotos. Percebemos que o telefone está completamente carbonizado. Sem surpresa, a OnePlus rapidamente entrou em contacto com ele.

“Eles foram bastante insensíveis aos ferimentos e traumas que sofri … Qual é o valor da vida de uma pessoa? “ Lamenta o advogado, que afirma que a marca chinesa pediu para recuperar o dispositivo para investigação.

OnePlus Nord 2

Já é o terceiro relato de explosão do OnePlus Nord 2

O advogado recusou entregar o telefone à marca, garantindo que pretende passar por um processo legal para resolver o caso:

“Já decidimos entrar com acções de indemnização contra a empresa na Justiça. Se estiverem dispostos a indemnizar, podem fazer um acordo em domínio público ou entraremos com um processo na lei e pediremos que suspendam a venda do aparelho com efeito imediato” , explica Gaurav Gulati, estimando que OnePlus procura fugir às suas responsabilidades.

Por sua vez, a OnePlus lamenta não poder realizar uma inspecção do OnePlus Nord 2 destruído, a fim de verificar as afirmações de Gulati.

Levamos cada reclamação como esta muito a sério para a segurança do utilizador. No entanto, apesar das várias tentativas de verificar o dispositivo, incluindo uma visita ao local para examiná-lo na presença do indivíduo, até agora ele negou-nos a oportunidade de realizar um diagnóstico adequado. Nessas circunstâncias, não nos é possível verificar a legitimidade desta reclamação ou responder aos pedidos de indemnização desta pessoa” , conclui a marca.

FONTE