Netflix: Recrutamento de novos assinantes no primeiro trimestre muito abaixo do esperado

Netflix: Recrutamento de novos assinantes no primeiro trimestre muito abaixo do esperado

21 Abril, 2021 0 Por Joel Pinto

A concorrência já se começa a fazer sentir, e os resultados financeiros da Netflix referentes ao primeiro trimestre de 2021 ficaram muito abaixo do esperado, especialmente no que se refere ao recrutamento de novos assinantes.

A plataforma de streaming de vídeo recrutou 3,98 milhões de assinantes pagos durante o primeiro trimestre, enquanto os analistas esperavam por algo em torno dos 6,25 milhões. O grupo tem um total de 207,64 milhões assinantes em todo o mundo. Isso representa um ganho de 13,6% em apenas um ano. Em comparação, o ganho foi de 22,8% entre o primeiro trimestre de 2019 e o primeiro trimestre de 2020. Também houve aumentos de mais de 20% ao longo de 2020 graças à Covid-19 e aos vários bloqueios que levaram muitas pessoas a inscrever-se. O marco de 200 milhões de assinantes foi alcançado há alguns meses.

A plataforma espera apenas 1 milhão de assinantes adicionais durante o trimestre actual, contra os 10 milhões do ano passado, durante o mesmo período. Mas ela espera um novo impulso a partir do verão, em particular graças ao retorno de séries populares como Sex Education ou La Casa de Papel, que devem chegar durante o segundo semestre.

Netflix filmes financeiros

Netflix: Falha na meta de novos assinantes mas os resultados financeiros são bons

A Netflix, no entanto, consegue compensar isso em termos de finanças. A receita foi de US $ 7,16 biliões, um aumento de 24,2% em apenas um ano. Os analistas previam US $ 7,13 biliões. Quanto ao lucro líquido, foi de US $ 1,71 bilião (US $ 3,75 por acção), em comparação com os US $ 709 milhões (US $ 1,57 por acção) do ano passado. Os analistas tinham como meta um lucro por acção de US $ 2,97.

No processo, a Netflix anunciou que gastará US $ 17 biliões em 2021 com o conteúdo para a sua plataforma, que é significativamente mais dos que os US $ 11,8 biliões gastos em 2020.

FONTE