Mercado dos Features Phones em crescendo

Mercado dos Features Phones em crescendo

24 Junho, 2022 0 Por Joel Pinto

Telefones com funcionalidades mais básicas do que os famosos smartphones estão actualmente em ascensão, e estão a experimentar um crescente ressurgimento do interesse de alguns utilizadores.

É em Israel que o movimento é mais marcante: a Nokia registou um aumento de 200% nas vendas de Features Phones desde o início do ano. Em Portugal, 17% dos utilizadores recorreram a esse tipo de dispositivo com funcionalidade limitada, no ano de 2021.

Estes Features Phone ignoram as mais modernas redes de telecomunicações e limitam-se a 3G ou 4G, não oferecem aplicações, ou se possuem são muito poucas, e sobretudo, não oferecem um ecrã gigante que permita um acesso confortável à internet. As funcionalidades destacadas são principalmente a realização de chamadas, e o envio e recebimento de SMS.

Como explicar o fenómeno de crescimento dos Features Phones?

Existem várias formas de explicar esse forte retorno dos telefones comuns. Podemos, assim, sem dúvida, mencionar o aumento geral dos preços: o mercado de smartphones experimentou uma explosão de preços nos últimos anos, com fabricantes que já não hesitam em ultrapassar a marca dos 1000€ para o seu modelo mais recente.

Os recursos do telefone em comparação permanecem muito acessíveis: é possível equipar-se a partir de 20€. Ao mesmo tempo, esses dispositivos são menos propensos a quebras, são mais resistentes, mas também mais autónomos, já que a sua bateria pode durar várias semanas com uso limitado.

Features Phones

Entre 2019 e 2020, o mercado de feature phones dobrou em todo o mundo, com mais de 735 milhões de unidades vendidas. Segundo a Statista, o mercado pode representar 9,52 biliões de euros este ano.

Para alguns utilizadores, a escolha dos features phones atende também a outras necessidades: alguns expressam assim a sua nostalgia pelas aplicações dos anos 90/2000, portanto, não há mais notificações ou tentação de estar sistematicamente a consultar as redes.

Mas para alguns utilizadores, e especialmente em Israel, é sobretudo uma questão de segurança: o caso Pegasus (espionagem em massa) redirecionou certos utilizadores para dispositivos que não podem oferecer backdoor.

Por fim, para uma última parte dos utilizadores, é sobretudo um gesto ecológico: os features phones são mais duráveis, exigem menos recarga e não são afectados pela obsolescência planeada associada a um sistema como Android ou iOS.

Já deixou o seu like na nossa página do Facebook? Receba toda a informação em primeira mão. Siga-nos também no Google Notícias, basta selecionar-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.