Jogos da Bethesda poderão mesmo não chegar à PlayStation 5

Jogos da Bethesda poderão mesmo não chegar à PlayStation 5

18 Outubro, 2020 0 Por Joel Pinto

O chefe da Xbox, Phil Spencer, esclareceu a posição da Microsoft sobre a possibilidade de disponibilizar os jogos desenvolvidos pela sua recém-adquirida Bethesda para outras plataformas, nomeadamente para a PlayStation 5, afirmando que a empresa não precisa de levar jogos como o Elder Scrolls VI para outras plataformas para obter lucro.

A notícia chega como uma mudança em relação às declarações anteriores em que Spencer afirmava que os lançamentos da Bethesda fora do ecossistema da Xbox seriam considerados caso a caso. Claro, há muito mais neste comentário do que aparenta.

A Xbox tem colaborado particularmente com fabricantes de hardware rivais nos últimos meses. Os acordos entre a Microsoft e a Nintendo levaram a anteriores exclusivos da Xbox, como Ori, para a plataforma Switch, enquanto um cruzamento recente disponibilizou Steve, do Minecraft, no Super Smash Bros Ultimate. Apesar das coisas aparentemente florescerem entre essas duas empresas, as coisas têm estado menos claras em relação à PlayStation, já que os seus fãs gostavam de saber se serão capazes de jogar jogos como Fallout, DOOM e The Elder Scrolls nas suas novas consolas.

Em conversa com o pessoal do Kotaku, Spencer reiterou que a Microsoft não adquiriu a Bethesda simplesmente como um meio de impedir que os jogadores acedam ao conteúdo. No entanto, ele afirmou com firmeza que a Microsoft não está sob pressão para entregar um jogo como The Elder Scrolls VI aos proprietários da PlayStation 5, a fim de fazer a aquisição da empresa funcionar financeiramente. Quando questionado exactamente sobre isso, Spencer rapidamente esclareceu a sua posição sobre como a Bethesda se encaixará no seu novo papel no Xbox Game Studios.

“Eu não quero virar sobre isso. Este acordo não foi feito para tirar jogos de outra base de jogadores como aquele. Em nenhuma parte da documentação que reunimos estava: 'Como evitamos que outros jogadores joguem esses jogos?' Queremos que mais pessoas possam jogar, e não menos pessoas que possam jogar. Mas também direi no modelo - estou apenas a responder directamente à sua pergunta - quando penso onde as pessoas vão jogar e o número de dispositivos que tínhamos, e temos xCloud, PC e Game Passe e a nossa base de consolas, eu não tenho que enviar esses jogos em qualquer outra plataforma além das plataformas que oferecemos suporte, para fazer o negócio funcionar para nós. O que quer que isso signifique.”

Bethesda PlayStation 5

Phil Spencer não tem interesse em disponibilizar os jogos da Bethesda na PlayStation 5

Parece que Spencer ainda está em pontas de pés em torno de detalhes sobre o assunto, mas ele também está muito firme na sua crença de que os jogos da Bethesda podem permanecer exclusivos para o ecossistema do Xbox e ainda gerar receita forte o suficiente para fazer a aquisição fazer sentido para a Microsoft. Entra consolas, PC e xCloud, a lucratividade é menor na venda de jogos individuais e mais no serviço de assinatura no estilo Netflix, que é o Xbox Game Pass. Claro, se a Sony adoptasse o serviço de jogos da Microsoft, talvez os fãs do PlayStation não ficassem a questionar-se se eles iriam ficar sem os jogos da Bethesda.

Spencer esclareceu no passado que a Microsoft não é capaz de trazer a experiência completa do Xbox Game Pass para outras plataformas e, portanto, é improvável que eles dêem esse salto. Isso provavelmente origina tanto da necessidade de mover o hardware como dos problemas que várias licenças têm no serviço - que também é exactamente o motivo que faz com que o Xbox Game Pass para PC, seja um serviço separado. Talvez algo possa ser resolvido no futuro , mas parece que a Microsoft não está tão preocupada em trazer nada além dos prometidos Deathloop e GhostWire: Tokyo da Bethesda para a PlayStation 5, pelo menos por enquanto. Só as vendas o dirão.

Ajude-nos a crescer, visite a nossa página do Facebook e deixe o seu gosto, para ter acesso a toda a informação em primeira mão. E se gostou do artigo não se esqueça de partilhar o mesmo com os seus amigos. Siga-nos também no Google Notícias, selecione-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.