Em breve poderá instalar o Windows 11 no Mac M1 da Apple

Em breve poderá instalar o Windows 11 no Mac M1 da Apple

23 Novembro, 2021 0 Por Joel Pinto

Segundo está a ser avançado, existe actualmente um acordo secreto entre a Microsoft e a Qualcomm que impossibilita a disponibilização de uma versão do Windows 11 no Mac M1, M1 Pro e M1 Max, da Apple.

Com base na arquitectura ARM, o Windows teria limitado à sua compatibilidade apenas a dispositivos equipados com um SoC da Qualcomm. Segundo as informações do XDA Developers, isso deve-se a um acordo secreto entre as duas empresas… um acordo que termina muito em breve. Citando fontes familiarizadas com o assunto, o XDA indica assim que esta parceria entre o Windows e a Qualcomm irá “expirar em breve”, sem contudo especificar uma data exacta para isso acontecer.

O fim dessa parceria pode significar muito para o Windows, no entanto. Isso realmente permitiria que outros fornecedores de chips criassem máquinas compatíveis com o Windows ARM, mas também que a própria empresa tornasse o Windows 11 compatível com o Mac M1, da Apple. Lembramos que, de momento, não há suporte oficial para Windows em aparelhos pertencentes à Apple. As únicas opções para executar o Windows nessas máquinas é através de máquinas virtuais, ou optar por soluções rotativas.

Windows 11 no Mac M1

Fim do acordo Microsoft/Qualcomm abre a porta ao Windows 11 no Mac M1

No entanto, o chip M1 da Apple não é o único interessado no fim desse acordo. Oficialmente, o Windows ARM não pode ser executado em nenhum chip concorrente da Qualcomm. Isso inclui, nomeadamente, os SoCs Exynos da Samsung e os SoCs da Mediatek.

De momento, a ideia de suporte a ARM do Windows 11 “não é um cenário suportado” pela empresa. Para tirar partido de uma arquitectura ARM, será necessário estar satisfeito com alguns dispositivos compatíveis, nomeadamente o Surface Pro da Microsoft, alguns modelos HP, Lenovo, Acer e Samsung.

Já deixou o seu like na nossa página do Facebook? Receba toda a informação em primeira mão. Siga-nos também no Google Notícias, basta selecionar-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.