Análise Vivo X80 Pro: Uma maravilha da tecnologia

Análise Vivo X80 Pro: Uma maravilha da tecnologia

27 Julho, 2022 0 Por Joel Pinto

Apesar de ainda não ser uma marca muito conhecida pelos Portugueses, a Vivo é uma fabricante que já opera oficialmente no mercado nacional há algum tempo. E este ano parece ser o ponto de virada para a fabricante. De facto, enquanto a Vivo se contentava em trazer smartphones da gama de entrada, e de gama média, eis que finalmente esta a chegar a Portugal aquele que é o seu mais recente topo de gama: Vivo X80 Pro.

Trata-se de um smartphone que foi oficialmente anunciado para o mercado Europeu no passado mês de Junho, num evento realizado em Berlim, e que tive a oportunidade de marcar presença, desde então tenho o Vivo X80 Pro como o meu telefone principal.

Como se trata de um topo de gama, não é surpreendente sabermos que ele vem com o Snapdragon 8 Gen 1, mas, o que vai fazer a diferença é sobretudo o seu novo bloco fotográfico desenvolvido com a fabricante alemã Zeiss.

Mas vamos então conhecer um pouco mais a fundo este novo topo de gama da Vivo: E que topo de gama.

Design, áudio e ecrã

É a primeira vez que estou a utilizar um topo de gama da Vivo, já tinha testado o Y76 5G, mas é um telefone de uma gama totalmente distinta. Quando tirado da caixa, a primeira coisa que salta à vista neste Vivo X80 Pro é o seu tamanho, já que estamos perante um smartphone XL, com ecrã de 6,78 polegadas. Agora, apesar de seu tamanho, o Vivo X80 Pro ainda é um smartphone longo com um peso relativamente razoável para esse tipo de smartphone. E o seu design longo permite a utilização relativamente fácil com apenas uma mão.

Como podemos imaginar, por se tratar de um smartphone premium, o acabamento é excelente e adoro o vidro traseiro com acabamento “soft touch”. E fica já uma nota, o Vivo X80 Pro estará disponível apenas numa cor, naquela que podemos ver nas imagens que ilustram este artigo. Os botões físicos são colocados de forma clássica, ou seja, na lateral direita do smartphone.

Na parte de trás, obviamente, encontramos o seu enorme bloco de sensores composto por quatro câmaras e o destaque da parceria com a Zeiss. A pequena originalidade é que a câmara periscópio não está no bloco circular, como os outros três sensores. A coisa toda oferece um acabamento espelhado que é sensível a impressões digitais. No entanto, tornará especialmente possível encaixar no modo vlog. Isso é ainda mais importante porque infelizmente a câmara frontal não permite gravar vídeos em 4K, já que está limitada a 1080p, e esta é uma das maiores "falhas deste equipamento".

Como disse acima, o ecrã conta com 6,7 polegadas, mas conta com o formato 20:9. Trata-se de um painel AMOLED com a definição WQHD+. Como não podia deixar de ser, os pretos são profundos e as cores são bem contrastadas. Sem surpresa, é um painel da Samsung e sai-se excelentemente bem, tanto em termos de cores como em ângulos de visão. Temos também uma taxa de refrescamento variável de 1 a 120Hz.

Estamos a falar de um ecrã curvo nas laterais, assim como a traseira, o que refina ainda mais o smartphone em termos de manuseio. Mas o mais surpreendente é o sensor de impressão digital que fica abaixo do ecrã. É do tipo ultra-sónico e, acima de tudo, é muito maior, o que permite até usar duas impressões digitais ao mesmo tempo para determinados acessos. De qualquer forma, a maior vantagem desse sensor é que quase pode colocar o dedo em qualquer lugar e ele desbloqueia o smartphone. Alem disso, este é o sensor de impressão digital mais rápido que alguma vez utilizei... é realmente muito rápido. Não vale seque a pena meter qualquer animação no mesmo, que não dá tempo de a visualizar. Algo verdadeiramente impressionante, e preciso... brutal mesmo.

E por fim, por ser um smartphone premium, o Vivo X80 Pro oferece altifalantes estéreo que fazem um trabalho impressionante. O seu som é claro e preciso. A sua reprodução de som é muito boa para sessões bastante longas.

Software, Desempenho e Autonomia

No lado do software, estamos naturalmente a falar do Android, e obviamente encontramos a interface da própria Vivo, o FunTouch OS 12, baseado no Android 12. A interface em si é bastante leve e muito próxima daquilo que é oferecido pela versão limpa do Android. Ainda temos algumas coisas a serem corrigidas, como adaptar o tamanho dos ícones e a adaptar melhor a fonte ao tamanho do ecrã, mas no geral, estamos a falar mais de queixas do que de preocupações reais. No geral, tudo funciona muito bem, e migrar de outro smartphone Android não apresentou qualquer preocupação, já que tudo foi feito de forma rápida, intuitiva e automática.

Do lado do desempenho, sem surpresas, é um smartphone premium e requer um SoC premium. No seu interior temos o Qualcomm Snapdragon 8 Gen 1 que dispensa apresentações. Não há necessidade de rodeios, não há muitas surpresas, é um SoC premium e, vai satisfazer as necessidades dos utilizadores durante muitos anos. Tirando os resultados de benchmark, ele será capaz de fazer tudo o que precisa, nos próximos anos, sem qualquer dificuldade.

Obviamente, testei alguns jogos recentes, e pesados, como Wild Rifts, Call of Duty Mobile e Fortnite, e não há muito a dizer, foi super suave, mesmo a jogar na resolução 4K e a 120Hz nos jogos compatíveis.

Mas aqui fica o resultado do Antutu:

E se tudo o que tenho falado do Vivo X80 Pro é realmente maravilhoso, não será da sua autonomia que vou falar mal, muito pelo contrário. Ele conta com uma bateria de 4700mAh, e apesar de não ser a maior capacidade que vi num smartphone premium, é o topo de gama com a maior autonomia que já testei. Se não for um utilizador muito intensivo, então vai conseguir aproveitar dois dias de autonomia. E quando é necessário carregar a bateria, temos o carregamento com fio de 80W, e o carregamento sem fio de 50W. Testei os 2, e apesar de não serem os mais rápidos do mercado, é mais do que suficiente.

Estou a testar o Vivo X80 Pro há mais de um mês, e nunca carreguei o mesmo durante a noite. Regra geral, meto o mesmo à carga quando acordo. Ligo-o ao carregador de 80W que vem incluído na caixa, vou fazer a higiene matinal, vestir-me e quando volto regra geral está a 100%. Dos 15 aos 100% de bateria com o carregador de 80W, precisamos de 25 minutos, que passam a 40 quando utilizamos o carregador sem fio. Não é o melhor do mercado, mas é mais do que suficiente.

Fotografia e vídeo

Este é um grande ponto de destaque deste Vivo X80 Pro. Tal como já tinha revelado, ele conta com um sistema com 4 câmaras na traseira. Existem as clássicas ultra grande angular e grande angular padrão, bem como duas câmaras telefoto. A primeira é definida como a câmara de retrato com zoom óptico de 2x enquanto a segunda é do tipo periscópio com zoom óptico de 5x.

Vivo X80 Pro

A lente grande angular padrão, é um sensor GNV de 50MP com uma lente de vidro T*Coating e, acima de tudo, uma impressionante abertura de F/1.31 e estabilização ótica. Muitos vão dizer que preferiam a estabilização mecânica, mas segundo os técnicos da Zeiss, o sensor grande angular não precisa necessariamente de tal estabilização mecânica.. E se eles dizem (sim disseram-me a mim na apresentação), eu acredito.

Mas não pense que a Vivo abandonou a estabilização mecânica, longe disso. É que podemos encontrar a mesma na câmara de retrato (com zoom óptico x2) e é muito mais lógico, pois é nas longas distâncias focais que precisamos da melhor estabilização possível. E pela primeira vez, seja para fotos, retratos ou vídeos, essa estabilização mecânica é mais que bem-vinda. É impressionante e é especialmente em vídeo que vemos essa tecnologia num smartphone. Por outro lado, para o zoom periscópico, não há estabilização física e sim electrónica que, se não for a melhor, fornece o essencial. Também deve ser observado que o zoom do periscópio não é utilizado em vídeo... e isso é algo que não me incomodou.

A parceria com a Zeiss não se limita ao simples uso da marca alemã. Segundo a Vivo, trata-se de uma verdadeira parceria em que a Zeiss esteve bem envolvida no desenvolvimento do modulo fotográfico do Vivo X80 Pro. Só por curiosidade, este smartphone foi apresentado no mercado Europeu, na sede da Zeiss, e isso demonstra a importância da empresa no mesmo. Claro, temos direito aos filtros Zeiss para fotografia ou vídeo, mas é sobretudo o trabalho da Zeiss nas lentes que nos interessa, em particular a lente principal que é feita de vidro e que possui um revestimento T*Coating, famoso por gerir melhor os flares.

E isso não é tudo, pois a Vivo tentou oferecer o máximo neste smartphone. De facto, também encontramos no Vivo X80 Pro um processador Vivo V1+ que poderá processar melhor o conteúdo HDR e nocturno, mas também funcionará melhor na redução de ruído. Se o X80 Pro não precisa do V1+ quando as condições são óptimas, notamos os benefícios do processador nas fotos em condições difíceis com maior consistência nos resultados.

Na prática, quando as condições de luz são normais ou óptimas, não há muito o que censurar do Vivo X80 Pro, já que as suas fotos são realmente detalhadas e contrastantes, e o foco automático é rápido e eficaz. Se cores ligeiramente contrastantes não são a sua cara, pode sempre aplicar a configuração “Zeiss” com cores mais neutras. O foco automático, e o rastreamento, são rápidos e o reconhecimento do assunto até hoje nunca foi um problema. Notei também um bokeh natural, e muito agradável. Enfim, sem reclamações, estou realmente muito satisfeito com este equipamento... É tirar o telefone do bolso e fotografar, sem necessidade de qualquer tipo de preparação.

Em relação à ultra grande angular, ainda falta um pouco de nitidez se comparado com a câmara principal, principalmente em condições de pouca luz, mas nada dramático, muito longe disso. Para telefotos, se achamos as fotos com zoom periscópico levemente suaves com falta de nitidez e contraste, fiquei mais do que surpreso com o que a câmara de retrato oferece.

Em condições de pouca luz, se o Vivo X80 Pro ainda se esforça para manter uma certa consistência na gestão de cores, o smartphone realmente tem resultados impressionantes. Mesmo sem activar o modo nocturno, a câmara principal consegue ver muito bem em condições difíceis, é ainda mais óbvio e impressionante em vídeo. Se não tive muitas dúvidas sobre a câmara principal, a câmara de retrato é um verdadeiro prazer de utilizar. O mesmo vale para a ultra grande angular que carece de precisão no modo automático, mas que alcança assim que activa o modo nocturno. A única coisa que não me impressionou nas condições difíceis, foi o zoom do periscópio, acho que aqui a Vivo/Zeiss podia ter feito um pouco mais.

Por fim, na parte frontal, o Vivo X80 Pro conta com um sensor de 32MP. Mesmo que eu não seja muito fãs de selfies, tenho de admitir que a qualidade é suficiente para esse tipo de fotos. É bastante clássico e suficiente por si só, desde que não abuse dos filtros de beleza que são catastroficamente irreais. Por outro lado, o bloco de fotos do Vivo X80 Pro incorpora um espelho que permite o uso das câmaras traseiras para enquadrar, e ter conteúdo de melhor qualidade. Em vídeo, o Vivo X80 Pro é realmente muito bom, ainda há uma gestão de ruído um tanto aleatório quando as condições são difíceis, mas a estabilização na câmara principal, e o gimbal na câmara de retrato, fazem maravilhas, que é impossível de revelar em texto. Mas o que mais me impressionou foi a capacidade da Vivo de ver a noite em vídeo.

Vivo X80 Pro

Veredicto Final Vivo X80 Pro

Não vou fazer grandes rodeios, o Vivo X80 Pro é um excelente smartphone e provavelmente o smartphone mais equilibrado que alguma vez utilizei... e sendo o mais equilibrado, provavelmente é o melhor que já utilizei (e já testei centenas). A Vivo conseguiu oferecer o que há de melhor no mercado neste smartphone. O bloco de fotos é impressionante e super completo, seja em foto ou vídeo. A estabilização mecânica na câmara de retrato é uma excelente ideia, então temos uma estabilização impressionante em vídeo de ultra grande angular a zoom x2.

Agora, está claro que nosso maior medo é sobre o reconhecimento da marca no segmento de smartphones premium. Com um preço premium, o Vivo X80 Pro serve mais como um contraponto para a fabricante chinesa do que como uma oportunidade de vendas, pelo menos por enquanto. O Vivo X80 Pro não tem nada a invejar aos seus concorrentes, e coloca a fasquia realmente muito alta.

A minha nota não podia ser outra que não a nota máxima que podia dar:

Já deixou o seu like na nossa página do Facebook? Receba toda a informação em primeira mão. Siga-nos também no Google Notícias, basta selecionar-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.