Sony faz uma revisão às suas políticas de reembolso da PSN

Sony faz uma revisão às suas políticas de reembolso da PSN

2 Abril, 2019 0 Por Joel Pinto

Todos nós sabemos que as políticas de reembolso de lojas digitais são uma grande fonte de frustração para os consumidores. Às vezes faz-se pré-encomenda de um jogo, e entretanto descobre que não é exatamente o que estávamos há espera, mas muito dificilmente conseguimos ter o reembolso do mesmo. Ou um jogo com hardcrashes na PlayStation 4, ao ponto de que teremos que reconstruir o sistema da consola, e quando o conseguimos, temos de ter um grande paleio para conseguir um reembolso do mesmo.
No entanto, isso tudo pode agora fazer parte do passado, já que a Sony fez uma revisão às suas políticas de reembolso da PSN, para pelo menos os dois casos que expliquei acima.

Segundo a nova política de reembolso da Sony, uma pré-encomenda pode ser reembolsada antes do lançamento, desde que o utilizador não tenha iniciado a transmissão ou o download do mesmo. Não está claro se isso também significa pré-carregamentos, mas é fácil presumir que isso aconteça. A exceção a essa regra é que os clientes agora podem solicitar o reembolso das compras, no caso de jogos defeituosos, até 14 dias após a data de compra (ou pré-encomenda).

As lojas digitais muitas vezes hesitam em oferecer restituições, seja ela qual for a razão, e invocam preocupações logísticas para assegurar que sejam feitos reembolsos de boa-fé. Como as leis de direitos do consumidor mudam um pouco de país para país (em todo o mundo), isso significa que é cada vez mais difícil ter regras regionais para este tipo de assunto.
Um caso muito badalado sobre isso, está a ocorrer na Alemanha, onde a Nintendo está a ser processada por causa da sua falta deliberada de reembolso, apesar das leis locais de proteção ao consumidor.

A Sony certamente não quer passar pelo mesmo e decidiu rever a sua política. Não foram grande mudanças, mas um tanto ou quanto significativas.

Já deixou o seu like na nossa página do Facebook? Receba toda a informação em primeira mão. Siga-nos também no Google Notícias, basta selecionar-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.