Análise Wiko View4 Lite: Um telefone da gama de entrada

Análise Wiko View4 Lite: Um telefone da gama de entrada

19 Setembro, 2020 0 Por Joel Pinto

O View4 Lite é um smartphone da gama de entrada da fabricante Francesa Wiko, e que estivemos a testar durante as ultimas semanas. Este é um telefone que já está no mercado desde o inicio deste anos, e será que ele consegue cumprir com tudo aquilo que a Wiko promete? É isso que vamos ver.

Análise Wiko View4 Lite

Design e ecrã

O View4 Lite conta com um design elegante, e não precisa de se esconder da concorrência neste quesito. Com traseira em plástico, ele parece, e sente-se com uma qualidade de acabamento frágil.

O seu ecrã estende-se sobre a grande parte da frontal do equipamento, e conta com 6,52 polegadas com a resolução HD+, com 1600 x 720 pixeis. Na verdade, trata-se de um painel IPS LCD no formato 20: 9. Está é uma resolução que considero demasiado baixa para os dias de hoje. No entanto, a resolução HD+ poderá ser suficiente para a grande maioria dos utilizadores.

No entanto, como o ecrã não fica mais brilhante quando está exposto à luz solar, em algumas situações é difícil reconhecer conteúdo.

Desempenho

Infelizmente, ao contrário de muitas outras fabricantes, o Wiko não parece gostar de usar processadores da Qualcomm, e por esse motivo prefere usar processadores da Mediatek. Neste equipamento não é diferente, já que ele conta com o MT6762D, que é mais conhecido como Helio A25, que apesar de cumprir para aquilo que é proposto, ele não consegue acompanhar os processadores da mesma gama da Qualcomm, em termos de desempenho.

O View4 Lite geralmente lida bem com as tarefas quotidianas, mas quando se puxa demasiado por ele, notamos que o seu desempenho "simplesmente morre", já que tem bloqueios e algum lag, e para isso acontecer basta ter 2 ou 3 aplicações abertas. A causa destes problemas está nos 2GB de RAM que ele tem, que não conseguem garantir multitarefa rápida e que só são suficientes para usar as aplicações mais "banais" como email, redes sociais, aplicações de musica, etc.

Tenho por habito testar todos os equipamentos no Antutu para ficarmos com uma ideia do seu valor em termos de desempenho. No entanto, apesar de aplicação ter sido banida da Playstore descarreguei o APK e instalei só para termos a noção de quanto pontos este equipamento consegue fazer. E essa pontuação prova que para as redes sociais, emails, e navegadores este equipamento pode ser suficiente, mas não pense que pode correr alguns jogos mais pesados.

Testei o Fortnite e o Call of Duty Mobile, e se pensava adquirir este equipamento para jogar este tipo de jogo, esqueça. Testado o PUBG Mobile e o resultado foi o mesmo, já a versão Lite (o PUBG Mobile Lite) corre com algumas dificuldades, algum lag e falta de detalhe, mas corre.

Entre os outros jogos testados, não tive qualquer dificuldade, a jogar ao Dr. Mario World, Candy Crush e muitos mais.

Câmara

Este equipamento conta com um sistema de tripla câmara na parte traseira e um único sensor na parte frontal. A câmara frontal está alojada num entalhe, localizado bem na parte superior central do ecrã, em forma de gota de água. Ele possui um sensor de 5 megapixeis e não possui foco automático. As selfies são razoáveis para utilizar nas redes sociais, quando são tiradas em condições perfeitas de luz, se não as tiver, não espere que ele tire fotografias verdadeiramente maravilhosas.

Já a câmara traseira, conta com um sensor principal com 13 megapixeis (MP) e grava vídeos no máximo a Full HD a 30 frames por segundo (fps). Há também uma lente grande angular com uma resolução de sensor de 5MP e uma terceira lente com um sensor de 2MP, que garante o efeito de desfoque nas fotos em retrato. Nenhuma das lentes possui um estabilizador óptico de imagem, e é por isso que sem uma mão firme não vai ser fácil tirar fotos com grande qualidade, tal como as filmagens. As fotos tiradas com estes sensores são razoáveis, e mais do que suficientes para usar nas redes sociais.

Em condições com boa iluminação natural, conseguimos realmente tirar algumas fotos muito interessantes. Mas em condições de pouca luz, as fotos (tal como as filmagens) ficam realmente muito borradas.

Bateria

A Wiko equipou este telefone com uma bateria de 400mAh que a empresa diz serem suficientes para dois dias de autonomia. Apesar de não ter tido problemas de autonomia durante os testes, a verdade é que 2 dias parece-me ser exagerado. Com Bluetooth ligado, tal como o Wifi, GPS e dados móveis, consigo pouco mais de um dia de autonomia.

Por isso a minha sugestão é que deve carregar este equipamento todos os dias, e de preferência enquanto dorme, já que para carregar a bateria vai ter de ter paciência. Dos 10 aos 100% aponte para uma três horas na tomada.

Nos testes que fiz, com 10% de bateria e ligando-o ao carregador durante meia hora, conseguimos pouco mais de 22% de bateria. Mas como referi anteriormente, a bateria felizmente é suficiente para um dia intenso de utilização, e o carregamento poderá ser feito quando vai dormir, sem qualquer problema.

Software

Como era de esperar, este Wiko View4 Lite saiu de fábrica com o Android 10, e posso estar muito enganado, mas dificilmente este equipamento receberá a actualização para o Android 11. Quer seja por falta de drivers por parte da Mediatek, ou mesmo por falta de vontade da Wiko, a verdade é que dificilmente este equipamento receberá uma grande actualização de firmware.

Infelizmente, a fabricante não parece priorizar as actualizações, já que no momento em que estou a escrever esta análise, em pleno mês de Setembro de 2020, o telefone tem o patch de segurança referente ao mês de Junho de 2020, e isso é uma situação recorrente na Wiko.

Em termos de armazenamento, o dispositivo que testei tem 32GB de armazenamento interno, e desses 32GB sobram pouco mais de 27GB para o utilizador. E se isso não chegar, ainda temos uma slot para utilizar um cartão MicroSD de até 256GB. No entanto, como é uma slot híbrida, ou tem a capacidade de usar 2 cartões SIm, ou usa um cartão SIM e um MicroSD.

Veredicto final

Como pode ter reparado, estamos perante um dispositivo com algumas falhas, mas tem outros pontos muito interessantes. Se o ecrã não me conseguiu convencer por causa da sua falta de "visão" sob luz solar e a sua baixa resolução, já a sua bateria conseguiu-me surpreender pela positiva, já que depois de um dia inteiro de uso ainda ter 25% de bateria, é muito bom. E a sua bateria é para mim o ponto mais forte deste equipamento... tal como já raro Rádio FM.

Em relação às câmaras, são muito semelhantes à grande maioria dos telefones da Wiko que já testei. E se visitar a secção Review, poderá verificar que já testamos alguns equipamentos desta marca. E mentia se afirma-se que este telefone tem um bom desempenho em termos fotográficos. Em condições com luz natural, vai consegui tirar realmente boas fotos. No entanto, em espaços interiores com menos luz, ou em zonas escuras, essas fotos só vão ficar boas para ter uma recordação do momento.

Wiko View4 Lite

O desempenho do processador e da memoria está abaixo do que se quer para um smartphone em pelo 2020. Irá conseguir correr grande parte das aplicações presentes na loja do sistema Android, excepto aqueles jogos mais pesados... mas isso é algo que acontece com todos os telefones de gama de entrada.

Em termos gerais, este telefone cumpre com aquilo que promete, no entanto, não espere que ele faça milagres.

 

Ajude-nos a crescer, visite a nossa página do Facebook e deixe o seu gosto, para ter acesso a toda a informação em primeira mão. E se gostou do artigo não se esqueça de partilhar o mesmo com os seus amigos. Siga-nos também no Google Notícias, selecione-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.