Análise Samsung Galaxy S21 FE 5G: Uma cópia do modelo do ano passado

Análise Samsung Galaxy S21 FE 5G: Uma cópia do modelo do ano passado

31 Janeiro, 2022 0 Por Joel Pinto

No verão de 2020 a Samsung anunciou ao mundo aquele que na altura consideramos ser o smartphone da empresa com melhor relação de qualidade e preço, e estou obviamente a falar do Galaxy S20 FE. Esse equipamento foi muito bem recebido, e naturalmente, a empresa Sul Coreana, quis aproveitar esse sucesso com o Galaxy S21 FE 5G.

Depois de meses de rumores, de informações de que a empresa teria cancelado esse equipamento, a verdade é que o Samsung Galaxy S21 FE 5G viu a luz do dia no passado dia 4 de Janeiro de 2022. E agora, depois de utilizar o equipamento durante algum tempo, chegou o momento de vos dar a conhecer a opinião sobre o equipamento em si.

Em termos de design, este Samsung Galaxy S21 FE 5G realmente não é muito diferente do Galaxy S21 que todos conhecem. A saliência dos sensores, na parte traseira, parece menos intrusiva e combina naturalmente com a lateral do telefone. Na lateral direita temo um botão power e o botão de volume, enquanto que na esquerda não tem nada. Na parte inferior temos uma única grelha do altifalante, uma porta USB-C e uma bandeja SIM. Já na parte superior, temos apenas um pequeno microfone. Na frente, temos um belo painel AMOLED com taxa de refrescamento de até 120Hz. Trata-se de um ecrã plano, 20:9, com 6,4 polegadas com a resolução FullHD+, com 1400×1080 pixeis e com um sensor de impressão digital embutido.

Galaxy S21 FE

As suas cores são naturais, com incríveis ângulos de visão e com uma excelente reprodução de cores. Alem disso, sob luz solar directa, tudo continua muito explicito e não há qualquer dificuldade de leitura. Neste campo, a Samsung tem demonstrado que é realmente a melhor, e mais uma vez comprovou-o.

No seu interior temos o poderoso Qualcomm Snapdragon 888, e o modelo que recebemos para teste, conta com 6GB de RAM LPDDR4X com 128GB de armazenamento interno UFS 3.1. A verdade é que esta combinação permite correr qualquer aplicação, ou jogo, que exista para smartphones Android, e sem grandes dificuldades. Para quem quer um pouco mais, existe uma variante com 8GB de RAM e 256GB de armazenamento. No entanto, com o modelo que recebi, executei perfeitamente todas as aplicações e jogos que preciso, e entre elas, temos jogos como o Call of Duty Mobile, PUBG Mobile, e até o Fortnite. Resumindo, estamos perante um topo de gama, e como é natural não há aplicação que cause dor de cabeça para ser executada. Como sempre, deixo aqui a pontuação do Antutu para que sirva de referencia:

No lado da câmara, o modelo deste ano não parece ter grandes diferenças em relação ao seu antecessor. Ele conta com três sensores na traseira, com uma lente ultra grande angular de 12MP, uma lente grande angular de 12MP e uma lente telefoto de 8MP. Existem algumas diferenças subtis no que o novo conjunto de câmaras pode capturar, como 1080p a 240fps, mas no geral não deverá encontrar grandes diferenças entre o S20 FE e este Galaxy S21 FE na parte traseira.

Em plena luz do dia, todas as câmaras funcionam de forma fantástica. A câmara principal parece capturar cores mais brilhantes numa temperatura mais quente do que os outros dois sensores. Isso é especialmente verdadeiro para as cores mais escuras, que tendem a ficar supersaturadas.

O modo retrato é um dos melhores que já vi, escolhendo facilmente as margens do seu assunto enquanto desfoca o fundo, e o mesmo é válido para a sua câmara frontal de 32MP. Esta ultima certamente não o vai desanimar.

Galaxy S21 FE

Quanto ao vídeo, é bastante decente. A estabilização está em falta tanto durante o dia como à noite. Especialmente à noite, verá um pouco de trepidação ao andar. O que é decepcionante nisso é que essa característica também está presente na câmara frontal. Os telefones Samsung anteriores que testei em duas gerações sempre tiveram estabilização na câmara frontal, tornando-a ideal para vloggers que gostam de andar, e conversar, com a sua câmara.

No entanto, à noite este Galaxy S21 FE é capaz de tirar óptimas fotografias, desde que haja alguma luz ambiente. Tanto o sensor ultra grande angular, como o sensor de telefoto, tendem a perder alguns detalhes quando está olhar para algo que não tenha a sua margem nítida. Isso significa que o texto ficará bem, mas a textura de uma estátua poderá ser perdida. Isso não é surpreendente, já que o desempenho com pouca luz leva a maioria das câmaras ao seu limite, não apenas neste telefone. Imagens de vídeo à noite não são óptimas, mas também não são más. Imagens úteis serão a excepção, não a regra, mas terá sorte de vez em quando.

O zoom deste Galaxy S21 FE não é óptimo, além daquele que temos na lente telefoto 3x. O Galaxy S21 FE é capaz de zoom híbrido de até 30x, mas não deverá querer usá-lo muitas vezes. A excepção singular a essa regra é a lua. Embora a resolução não seja óptima para fotos da lua, a detecção de cena de IA da Samsung ainda consegue fornecer uma óptima foto da lua, e tiradas com a mão.

No geral, o desempenho da câmara do Galaxy S21 FE é um pouco menos capaz do que os concorrentes actuais. Mas não me entenda mal, as câmaras são muito boas, mas ficam aquém da grandeza que pode ser encontrada em outros topos de gama.

Em relação à autonomia, temos uma bateria de 4500mAh com suporte para o carregamento rápido com de 25W, e sem fio de 15W. E como o smartphone acaba por ser para mim uma ferramenta de trabalho, confesso que esperava um pouco mais em termos de autonomia. Eu faço diariamente um uso muito intensivo do smartphone, que passam por utilização de redes sociais, plataformas de streaming, email, páginas web, e muitas outras ferramentas. 5G e Wi-Fi sempre ligados, e raro foi o dia em que cheguei a casa (por volta das 20h30) com mais de 15~20% de bateria. Ainda assim é suficiente para um dia inteiro e uso, mas esperava um pouco mais.

[quads id=RndAds]

Em termos de carregamento, quando ligado ao carregador, que não é fornecido pela Samsung, conseguimos ter 50% de bateria em apenas 30 minutos com fio. Esse é um valor razoável, mas muito abaixo daquilo que é oferecido pela concorrência. Ainda assim, conseguimos ter uma boa velocidade de carregamento neste Galaxy S21 FE.

E não podia terminar esta análise sem falar do software. O Samsung Galaxy S21 FE 5G sai de fábrica com o One UI 4.0, que é baseado no Android 12. E tal como era esperado, o software pode fazer alterações na interface do sistema com base no seu papel de parede, mas a maioria das opções disponíveis eram azuis e cinzas suaves, em vez do laranja brilhante do pôr do sol de uma foto que utilizei como papel de parede.
Também estão em falta algumas animações que a Google disponibilizou com o Android 12, por exemplo, quando liga ou desliga o dispositivo.

No entanto, este One UI 4.0 vem dar seguimento às versões anteriores, ou seja, é muito estável, com rótulos grandes para menus na parte superior do ecrã e botões acessíveis perto da parte inferior. Uma área que ainda precisa de ser melhorada é a gaveta de aplicações. Obviamente, se tal como eu tem todas as suas aplicações organizadas em pastas no ecrã inicial, isso não é um grande problema.

Já por diversas vezes admiti que sou grande fã da One UI, e aqui não é diferente. A Samsung tem demonstrado que está actualmente entre as melhores fabricantes em termos de software. A titulo e exemplo, este Galaxy S21 FE, tem neste momento, o patch de segurança de Janeiro de 2021. É verdade que o patch de Fevereiro já existe, mas apenas está em 2 ou 3 equipamentos.

Veredicto Final Samsung Galaxy S21 FE 5G

O Samsung Galaxy S21 FE está posicionado num local tão estranho, que até me é difícil explicar bem. Mas porque? Porque sinceramente me parece apenas uma continuação do Galaxy S20 FE, com pequenas alterações. Apesar de ser um bom telefone, tem apenas algumas mudanças subtis em relação ao Galaxy S20 FE. Depois, a Samsung lançou este equipamento um pouco mais de um mês antes de lançar o novo Galaxy S22.

Se este smartphone tivesse posicionado numa faixa de preço em torno dos 600, ou 650 euros, estaríamos novamente perante um aparelho que certamente seria uma excelente relação de qualidade e preço. Mas a verdade é que o seu preço actualmente começa nos 779 euros, que me parece um valor demasiado elevado a pagar pelo mesmo. A concorrência tem equipamentos com as mesmas características a custar menos 120 ou 130 euros, e até mesmo o Galaxy S20 FE podemos encontrar facilmente por 550 euros, que continua a ser melhor opção.

Em todo o caso, é um telefone com um excelente ecrã, excelente desempenho, boas câmaras, e autonomia QB. Como tal, a nossa nota para o Samsung Galaxy S21 FE 5G é de (3 em 5 estrelas):

Joel Pinto
 | Website

Fundador do Noticias e Tecnologia, e este foi o seu segundo projeto online, depois de vários anos ligado a um portal voltado para o sistema Android, onde também foi um dos seus fundadores.