O que é o HDR10+? É assim tão importante?

O que é o HDR10+? É assim tão importante?

16 Outubro, 2022 0 Por Joel Pinto

HDR10+ é algo quase obrigatório num ecrã de smartphone. Quando procuramos um smartphone com um bom ecrã, o facto dele ter suporte a esse padrão, é desde logo um bom sinal da sua qualidade.

Mas o que é especificamente o HDR10+? o que ele faz? Vamos tentar desvendar tudo sobre essa tecnologia, incluindo em smartphones, e tentar conhecer as principais diferenças para o HDR10.

Vamos começar com uma definição curta e concisa: HDR10+ é uma evolução do formato High Dynamic Range que adiciona metadados dinâmicos ao sinal da tecnologia que já existia. Uma solução criada especificamente pela Samsung de forma a fornecer ainda mais detalhes, abranger uma gama ainda maior no espectro de cores principalmente em cenas onde há mais contraste entre claro e escuro, onde muitos ecrãs podem enfrentar algumas dificuldades.

As possíveis tonalidades cromáticas representáveis ​​são estimadas em vários biliões, e é justamente nesse infinito leque de possibilidades que se deve atuar, pois - como os pontos de uma linha - são precisos dois tons, há sempre outro no meio e quando não é possível para reproduzi-lo, as luzes ficarão borradas e os escuros tenderão ao preto criando imagens imperfeitas.

Tomando tudo o que foi dito anteriormente, o HDR10+ usa metadados para cobrir uma faixa sempre a mais ampla possível. Metadados são pacotes de informações suplementares que são fornecidos ao ecrã em conjunto com as imagens. O ecrã, portanto, entenderá qual é o ponto médio do da faixa dinâmica com os tons mais claros de um lado e os mais escuros do outro.

HDR10

HDR10+ garante uma melhor qualidade de imagem

Graças ao HDR10+ este ponto médio é criado em cada frame para permitir a quem assiste a um vídeo, uma experiência mais fluida e comparável. O efeito será o de estar diante de tons bem distinguíveis especialmente com cenas muito claras (quando geralmente tudo fica muito tendendo para o branco) e cenas mais escuras (onde muitas vezes domina um preto total sem detalhes).

Escusado será dizer que o conteúdo transmitido deve obrigatoriamente ser compatível com o padrão HDR10+.

Como já amplamente especificado nos parágrafos anteriores, esta tecnologia promovida pela Samsung abre de forma mais consistente a gama de tonalidades e faixa dinâmica oferecida pela tecnologia HDR10 graças ao uso de metadados. Algo que já foi visto para a conhecida tecnologia Dolby Vision com a diferença de que o HDR10+ é um padrão aberto e isento de royalties. Isso significa que as empresas que adotam essa solução podem trabalhar para ajustar melhor os ecrãs segundo a necessidade específica do produto.

Já deixou o seu like na nossa página do Facebook e do Instagram? Receba toda a informação em primeira mão. Siga-nos também no Google Notícias, basta seleccionar-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.