Microsoft vai separar os patches de segurança das actualizações gerais

Microsoft vai separar os patches de segurança das actualizações gerais

24 Setembro, 2019 0 Por Joel Pinto

Há algo de que a Microsoft não se vai livrar, que é da fama de lançar actualizações que resolvem alguns problemas, mas que criam outros problemas que por vezes chegam a ser mais graves. Isso acontece desde sempre, mas desde o lançamento do Windows 10, que ganharam ainda mais relevância.

O maior problema para os utilizadores, não são necessariamente as actualizações, mas a forma como a Microsoft as disponibiliza. Simplificando, eles geralmente tendem a juntar as actualizações de segurança, e as actualizações de software no mesmo patch. E a esse respeito parece que existem boas notícias.

Microsoft vai separar os patches de segurança das actualizações gerais

A Microsoft disse que, num futuro próximo, eles farão uma separação entre os diferentes tipos de actualização, tornando as actualizações de segurança e software individuais, e independentes. E isso é realmente importante para os consumidores? Na teoria, isso significa que, embora ainda possamos receber com satisfação as actualizações de segurança, podemos evitar completamente qualquer um dos outros patches. Pelo menos até sabermos se são, ou não, seguros e que não causam problemas.

Isso, no entanto, também chega a outras áreas, como drivers e patches gerais de software que, num futuro próximo, aparecerão como "downloads opcionais".

actualizações windows 10

Ainda não se sabe quando essa funcionalidade começará a ser implementada, mas só pelo facto de estarem a pensar nessa possibilidade, já é um claro sinal que esta conscientes dos problemas que têm causado.

Já deixou o seu like na nossa página do Facebook, no, Threads, do Instagram, do BlueSky e do X? Receba toda a informação em primeira mão. Siga-nos também no Google Notícias, basta seleccionar-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.

Joel Pinto

Fundador do Noticias e Tecnologia, e este foi o seu segundo projeto online, depois de vários anos ligado a um portal voltado para o sistema Android, onde também foi um dos seus fundadores.