Microsoft reforça segurança do antivírus do Windows

Microsoft reforça segurança do antivírus do Windows

30 Março, 2019 0 Por Joel Pinto

A Microsoft decidiu reforçar a segurança do antivírus que disponibiliza gratuitamente, e que vem instalado por padrão, no sistema operativo Windows 10. Ele agora é capaz de impedir que o malware modifique e/ou o desactive.

O novo recurso pode ser activado a partir da secção Segurança do Windows através de uma nova opção chamada simplesmente "protecção contra violação". Também evita que os malwares desactivem a detecção de malware da Microsoft usada na nuvem. Além disso, programas mal-intencionados não poderão remover actualizações de informações de segurança depois que a configuração estiver habilitada.

Existem muitos exemplos de malware que tentam evitar a detecção, desabilitando a segurança de um computador, como o malware DoubleAgent, que explora um recurso de desenvolvimento do Windows para desabilitar o Avast, AVG, Avira, Bitdefender, Trend. Micro, Comodo, ESET, F-Secure, Kaspersky, Malwarebytes, McAfee, Panda ou Norton.

Segundo a Microsoft, a activação desse recurso impede que outras pessoas (incluindo aplicações maliciosas) alterem recursos importantes de protecção, como:

  • Protecção em tempo real, que é o principal recurso de verificação de antimalware do Microsoft Defender ATP da próxima geração de protecção e raramente, ou nunca, deve ser desactivado;
  • Protecção fornecida pela nuvem, que usa os serviços de detecção e prevenção baseados em nuvem para bloquear, em segundos, malwares nunca antes vistos;
  • IOAV, que lida com a detecção de arquivos suspeitos da Internet;
  • Monitorização de comportamento, que trabalha com a protecção em tempo real para analisar e determinar se os processos activos estão a comportar-se de maneira suspeita ou maliciosa, e os bloqueia;

O novo recurso agora está disponível para membros do programa Windows Insider que estão a testar o Windows 10. Todos os utilizadores poderão aproveitá-lo quando chegar a próxima actualização do Windows 10 que será lançada no próximo mês de Abril. No entanto, para os utilizadores domésticos, o recurso estará ativado por padrão quando a actualização for instalada. Se estiver a actualizar e a protecção fornecida pela nuvem estiver activada, o recurso de protecção contra violações também será activado.

 

FONTE

Já deixou o seu like na nossa página do Facebook e do Instagram? Receba toda a informação em primeira mão. Siga-nos também no Google Notícias, basta seleccionar-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.