Novo Microsoft Edge baseado no Chromium já está a ser testado

Novo Microsoft Edge baseado no Chromium já está a ser testado

5 Fevereiro, 2019 0 Por Sandro Sotto

Há algum tempo que a Microsoft anunciou que tinha abandonado a sua versão actual do Microsoft Edge, em favor de uma nova versão do navegador que será baseada no Chromium, um sistema de código aberto, que é utilizado por exemplo pelo Google Chrome. Agora, um funcionário do Reddit adicionou mais alguns detalhes que dão esperança para um teste mais amplo.

Ao contrário do que se poderia esperar, a Microsoft não quer testar as versões de teste do novo navegador Edge baseado no Chromium, não apenas numa escala relativamente pequena em conjunto com o programa Windows Insider, mas, aparentemente, planeia um teste amplo. Segundo alguns funcionários da Microsoft envolvidos no desenvolvimento da nova edição Edge, pode ser testado independentemente. Também é apropriado que durante algum tempo exista uma pagina especial de logon para participação no Microsoft Edge Insider Program.

Anaheim

Especificamente, isso significa que não há planos para oferecer as versões de avaliação do Chromium Edge somente em conjunto com novas versões de pré-lançamento do Windows 10 para testadores internos. Em vez disso, anunciou Kyle Alden, que trabalha como gerente de projectos da Microsoft na equipa do Edge, que quer oferecer o novo navegador na forma de um download separado.

Esse pacote de instalação autónomo têm a vantagem de não precisar estar ligado ao programa interno. Se estiver interessado no novo navegador da Microsoft com a base do Chromium , poderá testá-lo no futuro no Windows 10 sem condições especiais - e provavelmente usar versões mais antigas do sistema operativo da Microsoft... provavelmente até ao Windows 7.

Quanto ao tempo, Alden não quer dar nenhuma informação concreta, tal como a própria Microsoft. Eles estão a trabalhar para fornecer "o mais rápido possível" as primeiras versões preliminares do novo navegador. O "Spring 2019" ainda era o objectivo, mas primeiro querem garantir que até mesmo o primeiro versão de visualização oferecesse uma boa experiência ao utilizador.

A Microsoft anunciou recentemente que pretende colocar o navegador Edge interno no futuro com base no Chromium usado pelo Google Chrome e pelo Opera. Isso deixa apenas a Mozilla como provedora e desenvolvedora relevante de seu próprio mecanismo de navegação no futuro, o que deu à Microsoft algumas críticas, porque se teme uma monopolização no desenvolvimento da web. Por outro lado, dada a distribuição de acções no mercado de navegadores, há pouca escolha a não ser adaptar-se à realidade.