Google Chrome ganha mais um argumento para ser utilizado em computadores portáteis

Google Chrome ganha mais um argumento para ser utilizado em computadores portáteis

8 Julho, 2022 0 Por Joel Pinto

Todos sabem que a eficiência energética do Google Chrome está longe de ser o seu ponto mais forte, e isto é válido para todos os navegadores baseados em Chromium, como por exemplo o Microsoft Edge.

Ciente dessa situação, os programadores procuram continuamente por novas formas, e tecnologias, para tornar o Chrome muito mais eficiente, ou seja, que consuma menos bateria quando utilizado em computadores portáteis. No entanto, um novo recurso experimental promete melhorias de bateria de até 10%, limitando as actividades de JavaScript em segundo plano em páginas executadas em segundo plano.

Assim, os utilizadores do Chrome podem conferir o novo sinalizador experimental no Chrome Dev, e no Canary (versão 105 e superior), e para isso só precisam de ir a chrome://flags e activar a limitação intensiva rápida após o carregamento.

Para páginas carregadas em segundo plano, o Chrome activa a limitação intensiva após 10 segundos em vez dos 5 minutos padrão. A limitação intensiva limitará as activações, de tarefas setTimeout e setInterval com um alto nível de aninhamento e tarefas scheduler.postTask atrasadas, a 1 por minuto.

bug Google Chrome 82 para Android Magellan 2.0 downloads Abril

Google Chrome com melhorias na eficiência energética

A Google afirma que nos seus testes internos não foram reveladas regressões significativas, mas o teste gerou melhorias positivas no tempo de CPU, reduzindo efectivamente o consumo de energia e prolongando a vida útil da bateria. Ainda assim, esta nova funcionalidade continua a ser um teste e um trabalho em andamento, então a Google continuará a melhorar o recurso antes de o enviar para o público em geral.

O Google tem planos para levar as novas plataformas para o Chrome em todas as plataformas, incluindo o ChromeOS. Utilizadores, e programadores, podem aprender mais sobre a limitação intensiva após o carregamento no Google Chrome na documentação oficial (aqui).

Já deixou o seu like na nossa página do Facebook? Receba toda a informação em primeira mão. Siga-nos também no Google Notícias, basta selecionar-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.