Análise HP Pavilion Laptop 15

Análise HP Pavilion Laptop 15

5 Setembro, 2021 Não Por Joel Pinto

O titulo deste artigo não deixa muito espaço para duvidas, e este artigo é dedicado à analise do Pavilion Laptop 15, um portátil da HP. A HP conseguiu fazer um dispositivo realmente premium, com design elegante, desempenho surpreendente e acima de tudo eficiente.

E quando digo que tem um desempenho surpreendente, é porque ele tem tudo aquilo que a grande maioria dos utilizadores necessita. Está equipado com um Intel Core i5-1135G7 de 11ª geração, 12GB de RAM, um SSD NVMe de 512GB, uma placa gráfica Intel Irix Xe, e um belo ecrã IPS FullHD de 15,6 polegadas anti-reflexo.

Design

Em termos de acabamento, este Pavilion Laptop 15 é um portátil em alumínio que salta à vista assim que o tiramos da caixa. Alem de ser um dispositivo muito fino, a HP não deixou de lado algo que é realmente importante, a conectividade. No total temos 3 portas USB, 2 do Tipo-A e 1 do Tipo-C. Estas portas do tipo-C permitem velocidades semelhantes ao do Thunderbolt 3, ou seja, em até 40Gbps.

Temos ainda uma porta de vídeo HDMI 1.4b, do tamanho normal, uma porta de 3,5mm para os fones de ouvido e uma entrada para cartões MicroSD.

Ecrã e Som

Tal como já tinha informado anteriormente, ele conta com um belíssimo ecrã IPS de 15,6 polegadas e com a resolução FullHD, que me conseguiu impressionar. Ele é capaz de reproduzir imagens com realmente muita qualidade, que em conjunto com o seu sistema de som “criado” pela Bang & Olufsen (dois altifalantes), conseguimos ter uma experiência multimédia fantástica.

As suas molduras laterais são realmente finas, no entanto a moldura superior e a inferior, são um pouco maiores.

Teclado

O Pavilion Laptop 15 conta com teclado chiclete em estilo de ilha, que posso realmente dizer que gosto. Alem de ser confortável e preciso, é um dos teclados mais silenciosos que já experimentei num laptop, e isso faz diferença para quem tem de digitar durante algumas horas todos os dias.

É um teclado realmente raso e retroiluminado, algo cada vez mais frequente nos laptops, e felizmente a HP não levou isso ao extremo, pois não comprometeu o seu conforto.

Em relação ao trackpad, ele é realmente grande, maximizando todo o espaço que pode no deck. Ele usa drivers Microsoft Precision, é excepcionalmente suave, não faz barulho e tem um clique satisfatório.

Desempenho

Se tudo o que relatei acima não fizesse este laptop ser realmente interessante, então fique a saber que o seu desempenho é do melhor que podemos ter nesta gama. Um processador Intel Core i5-1135G7, 12GB de RAM DDR4, e uma placa gráfica Intel Iris Xe.

Quando estava a testar o Pavilion Laptop 15 utilizei-o para tudo o que preciso de um PC, onde se inclui trabalho e diversão. Como devem imaginar, muito do meu trabalho é feito com diversos navegadores abertos e a trabalhar em simultâneo, com redes sociais, email e mais algumas ferramentas, e tudo em execução ao mesmo tempo. E em momento algum senti falta de performance. Tudo muito suave, e feito de forma muito rápida.

Pavilion Laptop 15

Não sou muito fã de jogos no PC, mas tinha de experimentar o desempenho desta Intel Iris Xe, e como tal decidi instalar o Assassins Creed Syndicate. Para meu espanto, executou o jogo, mas como deve imaginar notou-se que este não é um laptop para jogos, mas o jogo foi executado.

O seu SSD é de 512GB, e tratando-se de um SSD NVMe não lhe falta velocidade, já que está anos luz há frente dos habituais HDD.

Bateria

A duração da bateria é algo que me deixou um pouco com o pé atrás. Verificar o ecrã que este laptop tem, com o hardware no seu interior, não esperava grandes milagres. No entanto, até aí me conseguiu surpreender. Não é o melhor laptop que já tive em mãos em termos de autonomia, mas posso-vos garantir que consegui trabalhar cerca de 6 horas e meia seguidas com o mesmo, sem que este tenha visto o carregador. É bom? Para mim acho que é um valor realmente ajustado, 6 horas de trabalho, que apesar não ser muito exigente a nível de processamento, são 6 horas seguidas de ecrã.

Pavilion Laptop 15

A HP diz que o aguenta cerca de 8 horas em reprodução de vídeo, e eu acredito que seja possível, já que a sua bateria conta com 41Wh. No momento de carregar, ele vem com um carregador de 45W, e 50% de carregamento consegue-se obter em 45 minutos. Para carregar totalmente a bateria, precisamos de um pouco mais de 2 horas.

Análise Pavilion Laptop 15: Veredicto final

Confesso que não tinha grandes expectativas para este Pavilion Laptop 15. Apesar de ter boas especificações, tinha ideia que era só mais um laptop, mas enganei-me, e a HP conseguiu surpreender-me muito pela positiva.
Como devem ter reparado em toda a análise, não tenho grandes pontos negativos a apontar. Poderia queixar-me da placa gráfica, mas penso que ninguém compra um laptop deste estilo para jogar, ou pelo menos não devia, e este Pavilion garantidamente não foi desenhado para isso, pelo que nem nesse ponto posso pegar.

Talvez os únicos apontamento que posso fazer, é a ausência de uma porta Thunderbolt 3, que faz-me falta para algumas situações, e a ruído que por vezes vem do seu ventilador.

Em relação ao seu sistema operativo, ele vem com o Windows 10 Home, que funciona perfeitamente nesta máquina.

De resto, desde o seu design, acabamento, processador, memoria, disco e ecrã, é um excelente laptop que certamente não o deixará mal, qualquer que seja a situação.

A nossa nota para o HP Pavilion Laptop 15 é: