Será o Windows Defender suficientemente bom para proteger o meu PC?

Será o Windows Defender suficientemente bom para proteger o meu PC?

2 Dezembro, 2020 0 Por Joel Pinto

O Microsoft Security Essentials foi um antivírus que a Microsoft incluiu no sistema operativo Windows em 2009, e posteriormente ele foi rebaptizado para Microsoft Windows Defender Security Center. Com esse software, a Microsoft garantiu que os seus clientes teriam algum tipo de protecção desde o momento em que inicializassem o seu computador. Trata-se de uma versão completamente "gratuita" e que não carece de qualquer tipo de intervenção por parte do utilizador.

Quando a oferta de segurança da Microsoft foi analisada pela primeira vez, esteve longe de conseguir impressionar, mas felizmente ela melhorou muito com o passar do tempo, tanto que começou a obter as melhores pontuações nas avaliações dos diversos laboratórios independentes. A grande maioria das análises dos especialistas, dá conta de que a oferta da Microsoft fez um excelente trabalho na detecção, e prevenção, contra software malicioso.

Apesar de ser bom, a verdade é que o Defender não roubou totalmente os holofotes dos McAfees e dos Bitdefenders deste mundo. Estamos a falar de suites com décadas de desenvolvimento, e se comparado com os mesmos, o Windows Defender ainda apresenta algumas deficiências notáveis. Por exemplo, recentemente foi descoberto que o filtro SmartScreen, do Edge, apenas conseguiu bloquear 68% dos sites de phishing. Isso é particularmente preocupante se comparado com os 89 e 90 por cento bloqueados pelo Firefox e pelo Chrome. Nesses testes, a Kaspersky e a McAfee bloquearam 100% dos sites de phishing.

Isso é especialmente decepcionante porque os ataques de phishing podem causar muitos danos às vítimas e não exigem muita sofisticação técnica por parte dos invasores. Um site de phishing engana as pessoas para que entreguem voluntariamente informações pessoais, como números de cartão de crédito, ao se passar por um site legítimo.

Alem disso, o Windows Defender também não cobre a mesma variedade de produtos que as empresas de segurança de terceiros fazem. A empresa que vende software antivírus também pode fornecer protecção de backup, um gestor de passwords, uma VPN, controlo parental, e muito mais, geralmente incluídos num pacote de segurança.

Microsoft Defender Antivírus Windows 10

Mas o Windows Defender é suficiente para o uso pessoal?

Se é um utilizador cuidadoso, então a resposta é definitivamente sim. Trata-se de uma suite de segurança que qualquer utilizador com o sistema operativo Windows já possui, e não exige que pague qualquer quantia por ele. Alem disso, este é garantidamente a melhor suite de segurança gratuita que pode ter. Os testes mostram que outros antivírus podem ser melhor que o Windows Defender, mas estamos sempre a falar de suites premium, que requerem o pagamento de largas dezenas de euros por ano, e nunca versões gratuitas... porque essas estão muito longe de conseguir obter o mesmo desempenho daquilo que é oferecido pela Microsoft.

Se é um utilizador que adopta as boas práticas, não clica em cima de qualquer link que lhe é enviado por email, então definitivamente guarde o seu dinheiro e mantenha-se com o Windows Defender, já que nenhum antivírus gratuito é melhor que este.

Ajude-nos a crescer, visite a nossa página do Facebook e deixe o seu gosto, para ter acesso a toda a informação em primeira mão. E se gostou do artigo não se esqueça de partilhar o mesmo com os seus amigos. Siga-nos também no Google Notícias, selecione-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.