Windows 11: Ultima atualização causa polémica entre utilizadores

Windows 11: Ultima atualização causa polémica entre utilizadores

31 Março, 2023 0 Por Joel Pinto

Há alguns dias revelamos aqui que a Microsoft disponibilizou uma nova atualização opcional para o Windows 11. Acontece que essa atualização está a causar muita polémica entre os utilizadores, uma vez que acusam a empresa de inclusão de solicitações para que se faça backup dos seus ficheiros no OneDrive, que alguns consideram ser anúncios intrusivos.

A atualização, que leva o sistema operativo para a versão 22621.1485, inclui “notificações para contas da Microsoft no menu Iniciar”, que a Microsoft insiste que não são anúncios, mas prompts úteis para recursos que se integram ao Windows 11. No entanto, os prompts já geraram debate entre os utilizadores, que consideram aquilo anúncios.

A atualização está atualmente disponível para um pequeno público através da aplicação Definições do Windows 11 e do Catálogo do Microsoft Update. Supondo que tudo corra bem com a compilação de visualização, a atualização será lançada de forma mais ampla no próximo mês, como parte do Patch Tuesday de Abril.

Juntamente com os prompts controversos, a atualização também inclui várias correções de bugs e melhorias, incluindo uma caixa de pesquisa mais clara na barra de tarefas quando o Windows está configurado para um modo de cor personalizado.

Ultima atualização do Windows 11 está a causar alguma confusão

A inclusão de prompts para utilizar o OneDrive no menu Iniciar dividiu opiniões, com alguns utilizadores a achar que a Microsoft está a ser muito agressiva ao promover o seu serviço de armazenamento em nuvem. Outros argumentam que, como criadora do Windows 11, a empresa tem o direito de promover serviços que considera benéficos para os utilizadores. O debate sobre o que constitui um anúncio provavelmente continuará, pois a Microsoft continua a integrar os seus serviços mais profundamente no Windows 11.

FONTE

Joel Pinto
 | Website

Fundador do Noticias e Tecnologia, e este foi o seu segundo projeto online, depois de vários anos ligado a um portal voltado para o sistema Android, onde também foi um dos seus fundadores.