Volvo afirma que a produção de um carro eléctrico polui mais do que um veículo térmico

Volvo afirma que a produção de um carro eléctrico polui mais do que um veículo térmico

22 Novembro, 2021 0 Por Joel Pinto

A Volvo afirmou que a produção de um carro eléctrico gera mais emissões de CO2 do que produzir um veículo com motor a combustão. Para provar o seu ponto de vista, a fabricante sueca publicou um estudo sobre a pegada de carbono total da fabricação de seu C40 Recharge, o segundo carro eléctrico da empresa, para compará-lo com a produção de um XC40 com motor a combustão.

Os resultados mostram que o fabrico de um C40 Recharge gera 70% mais emissões de CO2 em relação ao XC40. Observe que os dois veículos são construídos na mesma fábrica, na mesma linha de montagem, e até partilham um grande número de componentes.

Segundo a montadora, é a produção da bateria que aumenta a quantidade de Co2 gerado no processo. A bateria, essencial para o funcionamento do carro, representa um terço das emissões registadas durante o fabrico. Segundo a Volvo, um carro eléctrico entra no mercado já poluído mais do que um carro a combustão. É a partir do momento em que percorre as estradas que vai gerar menos CO2, e acabará por ser mais ecológico do que um veículo térmico.

O estudo da Volvo também se encarrega de todo o ciclo de vida de um veículo. O ciclo de vida de um carro leva em consideração todas as emissões geradas entre a produção e quando o carro atinge 200.000 km de estrada. Para que um carro eléctrico acompanhe o excesso de Co2 emitido durante seu projecto, é necessário que ele percorra mais de 200.000 km antes de passar pela caixa de reciclagem.

Volvo

Volvo quer reduzir a quantidade de Co2 envolvida na produção das baterias

Para reduzir a quantidade de Co2 envolvida na produção das baterias, a Volvo recomenda recorrer à energia limpa desde a fase de fabricação. Assim, um C40 terá uma pegada de CO2 de cerca de 27 toneladas durante o seu ciclo de vida se a electricidade vier de fontes limpas. Caso contrário, uma recarga de C40 pode gerar mais de 50 toneladas de Co2 num ciclo.

“Precisamos de electricidade verde em toda a cadeia de fornecimento e produção, não apenas na fase de uso”, afirma Jonas Otterheim, Gerente de Acção Climática da Volvo.

Já deixou o seu like na nossa página do Facebook? Receba toda a informação em primeira mão. Siga-nos também no Google Notícias, basta selecionar-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.