União Europeia prepara mais uma "pequena" revolução no mercado de smartphones

União Europeia prepara mais uma "pequena" revolução no mercado de smartphones

4 Setembro, 2022 0 Por Joel Pinto

Há alguns anos, a União Europeia começou a colocar limites ao "desperdício" do qual tanto as fabricantes de smartphones, e tablets, como os próprios utilizadores finais, se tornam protagonistas com o objectivo de proteger o meio ambiente e obter uma melhor gestão das matérias-primas que são utilizados para o fabrico desses dispositivos, e ao mesmo tempo com o intuito de reduzir a poluição.

E agora foi revelado um novo projecto de proposta da Comissão Europeia sobre a regulamentação do eco-design, e rotulagem energética, em smartphones e tablets, pronto para ser discutido antes da sua transformação numa disposição definitiva.

Entre as inovações mais interessantes entre as estudadas pela Comissão Europeia está a introdução do índice de reparabilidade, que é uma solução inspirada numa medida introduzida em diversos países em 2020, e que visa informar os consumidores sobre a facilidade com que podem reparar qualquer danos sofridos pelo dispositivo.

Mas nos projectos da Comissão Europeia, outras informações também devem ser incluídas nas etiquetas de smartphones e tablets, como a duração da bateria, a capacidade de resistir a quedas acidentais, a capacidade de suportar poeira e água. Na prática, os utilizadores terão todas as ferramentas disponíveis para escolher os dispositivos mais sustentáveis ​​do ponto de vista ambiental, e obrigarão as fabricantes a prestar mais atenção também a esses aspectos.

União Europeia

União Europeia quer que os smartphones sejam mais amigos do ambiente

As inovações que a União Europeia se prepara para introduzir também dizem respeito directamente aos fabricantes de dispositivos tecnológicos, que serão obrigados a cumprir certas regras, como garantir que os dispositivos sejam capazes de suportar até 100 quedas sem perda de funcionalidade.

Além disso, as fabricantes, e os lojistas, terão que fornecer informações sobre o preço das peças sobressalentes e os utilizadores terão que estar em condições de excluir dados com total segurança e doar os dispositivos a empresas que lidam com o recondicionamento, e a reutilização, de dispositivos.

Nos próximos meses, deve ser alcançada a provisão definitiva da União Europeia, na qual também poderá haver medidas mais restritivas para os produtores. Enquanto isso, o Meio Ambiente agradece.

Já deixou o seu like na nossa página do Facebook, no, Threads, do Instagram, do BlueSky e do X? Receba toda a informação em primeira mão. Siga-nos também no Google Notícias, basta seleccionar-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.

Joel Pinto

Fundador do Noticias e Tecnologia, e este é o seu segundo projeto online, depois de vários anos ligado a um portal voltado para o sistema Android, onde também foi um dos seus fundadores.

Informático de profissão, e apaixonado por novas tecnologias, desportos motorizados e BTT.