Toque fantasma no Pocophone F1? Xiaomi quer que devolvas o teu telefone

Toque fantasma no Pocophone F1? Xiaomi quer que devolvas o teu telefone

13 Julho, 2019 0 Por Joel Pinto

A Xiaomi lançou recentemente uma atualização de firmware para o Pocophone F1, que chegou com alguns novos recursos e correções de bugs. Aparentemente, alguns dos modelos Poco F1 ficaram com problemas no touchscreen após a atualização. A Xiaomi agora está a solicitar que os utilizadores afetados enviem os seus dispositivos para testes. Isso é para verificar por que eles têm tais problemas.

O chefe da marca Pocophone da Xiaomi, Alvin Tse, divulgou isso num anúncio na rede social Twitter. Ele revelou que a empresa estava à procura de modelos que atualmente são atormentados por problemas como "congelamento" de ecrã, toques fantasmas e lag no toque em geral.

A mensagem diz “Agora que o 10.3.5.0 estável foi lançada para o POCO F1 e algumas melhorias foram refletidas na build, estamos a dar atenção e a analisar os dispositivos que estão enfectados 1) congelamento de ecrã 2) toque fantasma 3) toque desfasado. Vamos precisar de recolher alguns dispositivos para testar ainda mais. ”

Acreditamos que será disponibilizada uma unidade de substituição, aos proprietários afetados, enquanto a Xiaomi desmontará os seus telefones para análise. No entanto, nem todos estão qualificados para enviar uma unidade. Primeiro precisa de enviar o seu ID de utilizador, informações de contacto, vídeos e outros detalhes. Quando a empresa estiver convencida de que o seu telefone atende à categorização, será feito contacto para providenciar a recuperação do telefone.

A Xiaomi lançou o Poco F1 equipado com um chipset Snapdragon 845 no ano passado para conquistar carros-chefes como os modelos Realme. O Poco F2 deverá ser lançado este ano. Assim, é bom que a empresa esteja lidando com essa questão de frente. Isso ajudará a aumentar a confiança dos fãs na marca.

Ajude-nos a crescer, visite a nossa página do Facebook e deixe o seu gosto, para ter acesso a toda a informação em primeira mão. E se gostou do artigo não se esqueça de partilhar o mesmo com os seus amigos.