TikTok deverá ser banido dos Estados Unidos nas próximas horas

TikTok deverá ser banido dos Estados Unidos nas próximas horas

8 Março, 2023 0 Por Joel Pinto

Os Estados Unidos parecem ter encontrado uma forma de banir o TikTok do seu mercado. Um projeto de lei bipartidário autoriza a Secretaria de Comércio a bloquear as operações de empresas estrangeiras dentro do território nacional nos casos em que sejam consideradas uma ameaça à segurança.

Entre os países citados estão a China, Cuba, Irão, Coreia do Norte, Rússia e Venezuela. A notícia segue a de alguns dias sobre a intenção do Parlamento da União Europeia de proibir o uso da aplicação pelos seus funcionários.

O projeto de lei decorre da intenção de adotar uma abordagem baseada no risco de 360 ​​graus: só assim é possível parar a atividade do TikTok e, ao mesmo tempo, também de outros sujeitos que operam no setor de telecomunicações, e aqui é uma clara referência para a Huawei e a ZTE. As agências governamentais terão, assim, o papel de “desencorajar, interromper, prevenir, proibir, investigar ou de outra forma mitigar” serviços potencialmente perigosos que tenham acesso a dados pessoais sensíveis de mais de 1 milhão de cidadãos norte-americanos.

Aqui ficam as palavras do senador Michael Bennet:

Não devemos permitir que qualquer empresa sujeita aos ditames do Partido Comunista da China recolha dados sobre um terço da nossa população – e embora o TikTok seja apenas o exemplo mais recente, não será o último. O governo federal não pode continuar a lidar com as novas tecnologias estrangeiras de nações opostas de forma pontual; precisamos de um mecanismo estratégico e duradouro para proteger os americanos e a segurança nacional.

TikTok na eminencia de ser banido dos Estados Unidos

Um possível banimento imposto ao TikTok pelos órgãos competentes vai obrigar a Apple e a Google a retirar a aplicação das suas respetivas lojas.

E como era de esperar, o TikTok continua a negar que recolhe dados pessoais de cidadãos americanos (e cidadãos ocidentais em geral) em nome do governo chinês. Recentemente, apresentou o Texas Project, documento no qual a empresa explica como reduzir o risco potencial de acesso aos dados de utilizadores norte-americanos. Na prática, a ByteDance recuaria e a Oracle teria que atuar como auditor independente.

FONTE

Joel Pinto
 | Website

Fundador do Noticias e Tecnologia, e este foi o seu segundo projeto online, depois de vários anos ligado a um portal voltado para o sistema Android, onde também foi um dos seus fundadores.