Tencent mostra porque é a maior editora de videojogos

Tencent mostra porque é a maior editora de videojogos

23 Março, 2023 0 Por Joel Pinto

Se olharmos exclusivamente para os dados brutos, a Tencent é claramente a editora economicamente mais poderosa no setor dos videojogos. A gigante chinesa publicou os seus resultados financeiros acumulados do ano passado, e os números fazem inveja a qualquer estúdio.

A verdade é que as receitas da Tencent, em 2022, foram de cerca de 23 biliões de euros, o que coloca a editora asiática muito acima da Activision Blizzard, Electronic Arts, Rockstar, mas também de fabricantes de consolas como PlayStation, Xbox ou até mesmo da Nintendo.

Analisados ​​em detalhe, os resultados da filial são um pouco menos gloriosos quando nos afastamos do mercado chinês, onde a empresa faturou 16,6 biliões de euros no ano passado (-4%). Isso deixa pouco mais de 6 biliões de euros para o “resto do mundo”, sabendo que o crescimento ainda é muito fraco internacionalmente (+3%) para ver a Tencent desempenhar os papéis principais fora de portas.

A editora ainda baseia as suas enormes receitas nos jogos móveis gratuitos, como Honor of Kings e Dungeon & Fighter (o último desenvolvido pela Nexon, mas publicado pela Tencent). A Tencent também pode contar com verdadeiras joias, como League of Legends, Valorant, PUBG Mobile e Call of Duty Mobile sem esquecer a mais recente Goddess of Victory: Nikke, ainda um jogo para smartphone, e ainda um grande sucesso.

Tencent com resultados financeiros surpreendentes

Finalmente, refira-se que o grupo Tencent como um todo (não apenas o de videojogos) apresenta uma pequena queda (-1%) em relação a 2021; a faturação do grupo ainda sobe para 74,7 biliões de euros, o que é monumental e coloca-a mais próxima dos gigantes digitais em termos económico (Samsung, Apple, Microsoft, Intel, etc.) do que dos pesos pesados ​​dos videojogos.

Joel Pinto
 | Website

Fundador do Noticias e Tecnologia, e este foi o seu segundo projeto online, depois de vários anos ligado a um portal voltado para o sistema Android, onde também foi um dos seus fundadores.