Tencent é a mais recente empresa a abandonar o Metaverso

Tencent é a mais recente empresa a abandonar o Metaverso

20 Fevereiro, 2023 0 Por Joel Pinto

O Metaverso não foi, ou é, claramente o sucesso que todos esperavam que fosse. Por esse motivo, a Tencent, aquela que é a maior editora de videojogos do mundo, acaba de encerrar a sua divisão responsável pelo desenvolvimento de hardware e software no setor de Realidade Virtual.

Obviamente, o frágil contexto micro e macroeconômico teria levado os dirigentes da gigante chinesa a rever o seu posicionamento sobre o assunto, até porque a nova “unidade XR” não poderia ser lucrativa por pelo menos nos próximos 4 anos. Para piorar, os jogos em desenvolvimento não apresentavam as qualidades necessárias para convencer um público mais amplo do interesse da RV.

Os 300 funcionários que trabalhavam nesta divisão teriam sido convidados a procurar novos cargos. Publicamente, a Tencent tenta não perder a cara e afirma que a unidade não foi dissolvida, mas tudo indica que esta divisão dedicada às tecnologias VR e AR já não passa de uma casca vazia.

O desinvestimento da Tencent ocorre num momento complicado para o metaverso: a Microsoft cortou amplamente os investimentos na sua divisão HoloLens e está a apostar tudo em Inteligência Artificial, a divisão XR da Meta está a perder biliões de dólares a cada trimestre e até o concorrente Pico (Pico 4) decidiu despedir parte da sua equipa.

Tencent já não está interessada no Metaverso

Se não fosse pela espera em torno do headset Reality Pro, da Apple (e em uma extensão muito menor em torno do Meta Quest 3), pode-se até acreditar que as tecnologias XR não têm absolutamente nenhum futuro…

FONTE

Já deixou o seu like na nossa página do Facebook, no, Threads, do Instagram, do BlueSky e do X? Receba toda a informação em primeira mão. Siga-nos também no Google Notícias, basta seleccionar-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.

Joel Pinto

Fundador do Noticias e Tecnologia, e este foi o seu segundo projeto online, depois de vários anos ligado a um portal voltado para o sistema Android, onde também foi um dos seus fundadores.