Tears of the Kingdom: Nintendo justifica o aumento de preço em alguns países

Tears of the Kingdom: Nintendo justifica o aumento de preço em alguns países

13 Março, 2023 0 Por Joel Pinto

Depois de uma longa espera, e se nada mudar até lá, no próximo dia 12 de maio, The Legend of Zelda: Tears of the Kingdom ficará finalmente disponível para a Nintendo Switch. No entanto, a Nintendo decidiu aumentar o preço do jogo, pelo menos em alguns países. Esse movimento levou o grupo a justificar-se sobre essa situação.

Por exemplo, nos Estados Unidos, The Legend of Zelda: Tears of the Kingdom custa $69,99 na Nintendo eShop, onde os jogos anteriores custavam menos $10, ou seja, $59,99. Na Europa, o preço é de €69,99 na eShop. No entanto, o título está mais barato nos revendedores, com um preço de 54,99€, por exemplo na Amazon… é que eles baixaram o seu preço, que anteriormente estava marcado por €64,99.

Como justificar o aumento de preços em países como Estados Unidos e Canadá? Aqui está a resposta do presidente da Nintendo America, Doug Bowser:

Vamos olhar para quilo que o jogo tem para oferecer. Acho que os fãs vão achar que esta é uma experiência incrivelmente abrangente e profundamente imersiva. O preço reflete o tipo de experiência que os fãs podem esperar ao jogar este jogo em particular. Não é um preço que necessariamente aplicaremos a todos os nossos jogos. Na verdade, esse é um padrão de preços bastante comum, seja aqui, na Europa ou em outras partes do mundo, onde o preço pode variar dependendo do jogo em si.

Tears of the Kingdom tem o preço que a Nintendo acha que ele merece ter

Para quem não sabe, o jogo também conta com uma versão de colecionador, incluindo uma coleção de ilustrações, um livro de aço, um poster de metal e mais. Esse edição de colecionador custa €139,99, mas atualmente não parece ter qualquer stock.

Joel Pinto
 | Website

Fundador do Noticias e Tecnologia, e este foi o seu segundo projeto online, depois de vários anos ligado a um portal voltado para o sistema Android, onde também foi um dos seus fundadores.