Stranger Things: A famosa série da Netflix será adaptada para anime

Stranger Things: A famosa série da Netflix será adaptada para anime

27 Dezembro, 2022 0 Por Joel Pinto

Já há algum tempo, os Duffer Brothers insinuaram que os espetadores em breve terão mais aventuras no Upside Down com um spin-off antes ou depois da conclusão da série principal. Segundo o que está a ser revelado pelo pessoal do What’s on Netflix, esta série spin-off de Stranger Things está em andamento e é considerada um anime.

Intitulada Stranger Things Tokyo, diz-se que a série está em desenvolvimento há “algum tempo”, com os primeiros rumores da sua existência a terem aparecido no início de 2021, sem haver uma data exata para a sua estreia. É que por enquanto, todos os olhos estão voltados para a quinta temporada de Stranger Things, que apesar de também não tem uma data exata para estrear, rumores afirmam que será em 2023.

Embora os detalhes do enredo sejam desconhecidos, a série supostamente segue “irmãos gémeos amantes de videojogo que vivem no subúrbio de Tóquio nos anos 80” que são atraídos para uma grande aventura após um encontro com o Upside Down.

Enquanto as crianças em Hawkins passam o seu tempo livre a jogar Dungeons and Dragons, as crianças em Stranger Things Tokyo podem concentrar-se apenas em outros jogos. Eles devem ser muito parecidos com os meninos de Hawkins, já que a década de 1980 viu o nascimento de jogos como Super Mario Bros e Final Fantasy.

Stranger Things Tokyo ainda não tem data de estreia

Segundo a CBR, uma peça ambientada no mundo de Stranger Things também está em andamento e será produzida pela influente produtora de teatro Sonia Friedman, Stephen Daldry e obviamente com a Netflix. Daldry também será o diretor e Kate Trefry escreverá a peça. Ainda não se sabe nada sobre o que será a peça, onde será realizada e quando será apresentada ao público. De qualquer forma, os fãs da série logo terão novas aventuras pela frente.

Joel Pinto
 | Website

Fundador do Noticias e Tecnologia, e este foi o seu segundo projeto online, depois de vários anos ligado a um portal voltado para o sistema Android, onde também foi um dos seus fundadores.