Software desactualizado é o maior risco da segurança

Software desactualizado é o maior risco da segurança

26 Janeiro, 2019 0 Por Sandro Sotto

O PC Trends Report 2019 da Avast descobriu que os utilizadores estão a tornar-se vulneráveis ​​ao não implementar patches de segurança e manter versões desactualizadas de aplicações muito populares nos seus PCs.

As aplicações, em que as actualizações foram mais frequentemente negligenciadas, incluem o Adobe Shockwave (96%), o VLC Media Player (94%) e o Skype (94%). O relatório, que usa dados anónimos e agregados de 163 milhões de dispositivos em todo o mundo, descobriu que o Windows 10 foi instalado em 40% dos PCs, o que está a aproximar-se rapidamente dos 43% do Windows 7.

Mais de 15% de todos os utilizadores do Windows 7 e 9% de todos os utilizadores do Windows 10 estão a executar e não têm mais versões compatíveis de seus produtos, como o Windows 7 Release to Manufacturing de 2009 ou o Windows 10 Spring Creators Update do início de 2017.

A execução de sistemas operativos desactualizados coloca-os em risco de vulnerabilidades e outros problemas de segurança significativos.

O presidente da Avast, Ondrej Vlcek, ressaltou que os utilizadores substituíram os seus smartphones, mas tinham um problema quando se tratava de PCs.

“A maioria de nós substitui o nosso smartphone regularmente, mas o mesmo não pode ser dito para os nossos computadores. Com a idade média de um PC a chegar aos seis anos, precisamos de fazer mais para garantir que os nossos dispositivos não nos corram risco desnecessário ”.

“Com a quantidade certa de cuidado, como limpar o interior de nosso hardware usando produtos de limpeza, optimização e segurança, os PCs estarão seguros e confiáveis ​​por mais tempo.”

O relatório apontou que os CPUs mais populares são dual-core, com 74% a utilizar em dois núcleos físicos e apenas 20% possuem um sistema quad-core.

O tamanho de RAM mais popular é de 4 GB, o que é suficiente para a maioria das aplicações do dia-a-dia.

Apenas 15 por cento dos utilizadores possuem um disco SSD, o restante dos utilizadores permanecem no HDD ou em um combo HDD / SSD.

Já deixou o seu like na nossa página do Facebook e do Instagram? Receba toda a informação em primeira mão. Siga-nos também no Google Notícias, basta seleccionar-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.