Smartphones da série Huawei Mate 30 poderão não ser vendidos na Europa

Smartphones da série Huawei Mate 30 poderão não ser vendidos na Europa

18 Setembro, 2019 0 Por Joel Pinto

Tem sido noticia durante as ultimas semanas, o facto de a Huawei não ter autorização de utilizar as aplicações da Google nos seus novos telefones, nomeadamente nos futuros Mate 30. Essa foi uma das razões que levaram a gigante chinesa a lançar um novo equipamento com o nome de P30. Na verdade, é que são o mesmo equipamento, mas com um design diferente, e o histórico da Huawei diz-nos, que se não fosse essa imposição, provavelmente esse telefone chegaria com um nome diferente.

Agora, surgem as informações de que apesar do seu anuncio estar marcado para amanha, dia 19 de Setembro, os smartphones da série Huawei Mate 30 poderão não ser comercializados na Europa, pelo menos numa fase inicial.
Quem dá conta dessa informação é o pessoal da Let's Go Digital, que invoca algumas fontes não oficiais, que dão conta dessa possibilidade. O motivo estaria relacionado à impossibilidade de usar aplicações e serviços da Google, uma circunstância prevista no final de Agosto por um porta-voz da própria Google.

A Huawei percebe que o lançamento de um smartphone sofisticado caro sem um aplicativo do Google é praticamente inútil na Europa - Afirma a Let's Go Digital

Essa possibilidade de não lançamento na Europa, seria pelo menos para a Europa Central.

Ainda há uma pequena possibilidade de que os novos modelos da linha Mate sejam lançados em alguns países europeus. Todas as decisões serão tomadas ad hoc, com base nos desenvolvimentos mais recentes

O cenário é, portanto, o de um projecto que continua como originalmente previsto em relação ao lançamento da nova linha - planeada há meses - mas que na prática poderia sofrer um revés, dado o facto de vender smartphones Android sem as aplicações e serviços da Google na Europa parece ser desvantajoso para a Huawei. Com um sistema operativo Harmony que ainda não está maduro o suficiente para uso em smartphones, a fabricante chinesa teria que esperar apenas por condições mais favoráveis para lançar o Mate 30 na Europa.