Samsung quer revolucionar a taxa de refrescamento do ecrã dos smartphones

Samsung quer revolucionar a taxa de refrescamento do ecrã dos smartphones

30 Julho, 2022 0 Por Joel Pinto

Como a maioria das fabricantes, a Samsung regista regularmente pedidos de patente para proteger quaisquer tecnologias, e dispositivos, que possam surgir. Sabemos, por exemplo, que a empresa sul-coreana registou várias patentes relacionadas ao seu primeiro smartphone com um ecrã de enrolar. A empresa também publicou uma patente dedicada a um smartphone Galaxy equipado com um ecrã dobrável na lateral.

No entanto, agora foi revelado que a Samsung registou um pedido de patente relacionado à taxa de refrescamento variável. Essa nova tecnologia, bastante revolucionária como está, aplicaria uma taxa de refrescamento diferente a cada área do ecrã. Isso reduziria em particular o consumo de energia, uma vez que a taxa de refrescamento máxima será aplicada parcialmente, e não em todo o ecrã.

Por exemplo, se utilizar o seu smartphone em ecrã dividido, reproduzindo um vídeo do YouTube numa parte e a ler um artigo na web na outra, o dispositivo pode aplicar automaticamente uma taxa de refrescamento mais alta na parte do ecrã que está a reproduzir o vídeo, enquanto o parte que abriga o texto contaria com uma taxa de frames mais baixa. Este é obviamente um exemplo entre muitos outros.

As imagens que a Samsung adicionou como parte dos documentos de patente mostram um ecrã que mostra conteúdo com três taxas de refrescamento diferentes, ou seja, 30Hz, 60Hz e 120Hz. Claro, a empresa especifica que haverá limitações técnicas em relação à combinação de janelas e taxas. Por outras palavras, a sua aplicação seguirá padrões específicos e não será arbitrária.

taxa de refrescamento

Os ecrãs em breve poderão ter diversas taxa de refrescamento por zonas

Ainda assim, a ideia é clara: preservar a autonomia do smartphone aplicando de forma inteligente diferentes taxas de refrescamento no ecrã. Observe que a Samsung registou os pedidos de patente para “um método de conduzir o ecrã com uma taxa de refrescamento multiplicada e um dispositivo electrónico que a executa”... em Janeiro de 2021. No entanto, essas aplicações apenas foram publicadas esta semana.

Uma dúvida permanece, há hipóteses de ver essa tecnologia inovadora no Galaxy S23? É impossível saber de momento, pois não se sabe se a Samsung fez, ou não, progressos significativos no desenvolvimento dessa tecnologia.

FONTE

Já deixou o seu like na nossa página do Facebook? Receba toda a informação em primeira mão. Siga-nos também no Google Notícias, basta selecionar-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.