Rússia continua a perseguir as redes sociais: Os visados agora são o WhatsApp e Snapchat

Rússia continua a perseguir as redes sociais: Os visados agora são o WhatsApp e Snapchat

1 Agosto, 2022 1 Por Joel Pinto

Um tribunal Russo emitiu uma multa contra duas redes sociais, mais propriamente para a aplicação de mensagens Whatsapp (que pertence à Meta, empresa controladora do Facebook) e ao Snapchat, a aplicação que é controlada pelo Snap. Segundo os dados revelados, esta multa deve-se ao facto dos mesmos se recusarem a armazenar os dados de utilizadores russos naquele país, algo que é exigido pela lei local.

O Tribunal Distrital de Tagansky em Moscovo condenou o WhatsApp a uma multa de 18 milhões de rublos (pouco mais de 282 mil de euros) e o Snapchat a uma multa de um milhão de rublos (15.722 euros). De relembrar que o WhatsApp já havia sido multado, em Agosto de 2021, pelo mesmo motivo, e na ocasião a multa foi de 4 milhões de rublos (62.889 euros).

Um tribunal de Moscovo também multou a Apple em 2 milhões de rublos (31.445 euros) no início deste mês pela questão do armazenamento de dados. O Airbnb, o Pinterest e o serviço de vídeo Twitch também não escaparam, e foram multados no mesmo valor, no passado mês de Junho.

Whatsapp e Snapchat multados na Rússia

Snapchat

O governo russo vem tentando há anos estabelecer maior controlo sobre a Internet e as redes sociais. O país depende especialmente de uma Internet soberana para ser menos dependente de grupos americanos e europeus. É um esforço que se intensificou nos últimos meses, enquanto tentam limitar o fluxo de informações sobre a Ucrânia.

De momento, não sabemos se tanto o WhatsApp como o Snapchat fazem intenções de pagar esta multa, já que, provavelmente, o mais simples passa pela sua retirada daquele mercado.

FONTE

Já deixou o seu like na nossa página do Facebook? Receba toda a informação em primeira mão. Siga-nos também no Google Notícias, basta selecionar-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.