Reggie Fils-Aime afirma que repetir o sucesso da Nintendo Switch vai ser muito difícil

Reggie Fils-Aime afirma que repetir o sucesso da Nintendo Switch vai ser muito difícil

21 Junho, 2022 0 Por Joel Pinto

Mais de cinco anos após o lançamento da Nintendo Switch, é normal que comecemos a pensar na próxima consola da empresa, tanto que até a gigante de Kyoto começou a desabotoar um pouco o assunto, nas últimas reuniões com os accionistas.

A Nintendo Switch foi, sem dúvida, um grande sucesso: a síntese do mercado portátil e doméstico, que a Nintendo anteriormente tratava separadamente, provou ser uma escolha capaz de racionalizar esforços e permitir que a empresa se mantivesse forte, e estável, dentro de um mercado cada vez mais competitivo.

E se obter tal sucesso não é óbvio, replicá-lo é ainda menos: a Nintendo Switch está a ir tão bem que para a Nintendo existe o problema de ter que determinar com muito cuidado quando iniciar a migração para a "Switch 2".

Sobre o assunto, entre outras coisas, expressou-se Reggie Fils-Aime, o popular ex-presidente da Nintendo of America, que numa entrevista à CNET concentrou a sua atenção na quão difícil pode ser a tarefa de gerir um sucesso actual, num futuro.

"Se analisarmos o passado, podemos ver que na indústria de jogos apenas em algumas ocasiões passamos de uma plataforma de grande sucesso para outra capaz de replicá-la. A Sony fez isso, fortalecendo a sua posição no salto do PlayStation para a PlayStation 2, e a Nintendo fez isso abandonando o Game Boy para abraçar o DS. Para a Nintendo, mudar da Switch para o que vier a seguir representa um desafio significativo, que eles já disseram que estão a avaliar com muito cuidado.

Reggie pensa na dupla natureza do sucesso. O sucesso de hoje, de facto, pode ser um gatilho para o de amanhã, mas também um obstáculo potencial: o fracasso do Wii U, por exemplo, é em parte atribuível (especialmente nas fases iniciais e mais decisivas) à força excessiva do Wii, que ainda oferecia um conceito mais interessante para o público e, além disso, com a sua infinidade de acessórios fez a nova consola, e o seu desajeitado "paddone", passar para um dos muitos add-ons do mercado aos olhos do grande público.

No cenário actual, além das dificuldades inerentes ao desafio de comercializar mais um produto capaz de conquistar o público, Reggie destaca como um factor muito importante é constituído pela crise do chip:

No estado actual das coisas, outros obstáculos, como escassez de chips, interrupção da cadeia de suprimentos e outros elementos desse tipo, precisam de ser levados em consideração.

Nintendo Switch

Reggie Fils-Aime acha que é um grande problema substituir a Nintendo Switch

Como vimos com a PlayStation 5, a escassez de semicondutores é um gargalo que impede a oferta de atender à demanda - a consola da Sony está a vender muito bem, mas simplesmente poderia ter vendido ainda melhor. E é natural que a Nintendo, portanto, para optimizar as suas possibilidades, avalie cuidadosamente os factores relacionados à cadeia de suprimentos antes de lançar na próxima geração.

Não é por acaso que os últimos rumores que falam de uma nova consola não mencionam a Nintendo Switch 2, mas uma revisão da actual Nintendo Switch Lite, a ser combinada com o modelo Switch OLED, que foi lançada no passado mês de Novembro.

Já deixou o seu like na nossa página do Facebook? Receba toda a informação em primeira mão. Siga-nos também no Google Notícias, basta selecionar-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.