Raspberry Pi 4 não suporta todos os cabos USB do Tipo C

Raspberry Pi 4 não suporta todos os cabos USB do Tipo C

11 Julho, 2019 0 Por Joel Pinto

No passado dia 25 de Junho anunciei aqui que a Fundação Raspberry tinha lançado uma nova versão do seu handheld. O Raspberry Pi 4, que é fabricado no processo de 28 nm, chega com um processador ARM Cortex-A72 quad-core de 64 bits com clock de 1.5GHz, oferecendo até 3 vezes mais desempenho, em média, do que o modelo anterior. Esta nova arquitetura, mais ambiciosa, levou a equipa a rever toda a placa de circuito, e entre as novidades, temos a tão esperadas portas USB do Tipo C. Ou seja, a equipa optou por uma fonte de alimentação USB-C em vez da USB micro-B, que garante 500mA a mais e 1,2A para dispositivos ligados.

No entanto, os utilizadores não podem utilizar qualquer cabo USB C, e para ser mais especifico, parece que os utilizadores não podem usar cabos USB-C marcados electronicamente, ou seja, aqueles com um chip que detecta o tipo de dispositivo ao qual está ligado e se comunica com o carregador. São cabos marcados, por exemplo, aqueles fornecidos com o MacBook Pro ou outros laptops que são recarregados via porta USB-C Thunderbolt.

A causa do problema está relacionada à incorporação do conector USB-C no Raspberry Pi 4: em resumo, comparado ao esquema padrão, não há qualquer resistência. Isso não permite que o chip no cabo detecte correctamente a placa identificada como um adaptador de áudio e, como tal, não está energizada.

Raspberry Pi 4 USB C - Raspberry Pi 4 não suporta todos os cabos USB do Tipo C
Felizmente, essa falha não coloca em risco os dispositivos, e garantidamente não há perigo de superaquecimento, simplesmente o dispositivo ligado com essa cabo, não liga. A desvantagem é que, sendo um problema de hardware, teremos que esperar por uma nova versão do PI para conseguir usar esses cabos.

Eben Upton, o fundador da Fundação Raspberry, admitiu o erro, confirmando que versões futuras do Raspberry Pi 4 irão resolver essa questão. Por enquanto, os utilizadores simplesmente necessitam de usar o conector USB-C original ou um não marcado. Em termos práticos, nada de dramático - como mencionado as incompatibilidades são a ordem do dia entre conectores UBS-C e cabos - mas um pequeno deslize para a Fundação Raspberry que, evidentemente, na fase de teste da nova placa utilizava apenas cabos UBS-C mais básico e não aqueles com chips, sem esquecer o erro de design subjacente.

VIA

Ajude-nos a crescer, visite a nossa página do Facebook e deixe o seu gosto, para ter acesso a toda a informação em primeira mão. E se gostou do artigo não se esqueça de partilhar o mesmo com os seus amigos.