Rainbow Six Siege poderá em breve tornar-se um jogo free-to-play

28 Fevereiro, 2020 0 Por Joel Pinto

A formula de maior sucesso no mundo do videojogos está nos jogos free-to-play. E temos dezenas de títulos que comprovam que isso é uma realidade, já que Fortnite, PUBG Mobile, Call of Duty: Mobile, Apex Legends e alguns outros, são dos jogos mais jogados do mundo. E as grandes programadoras sabem que essa é uma tendência que chegou para ficar.

A Ubisoft não quer ficar para trás nesse comboio, e já preparar algo para seguir a tendência, já que Leroy Athanassoff, director do Rainbow Six Siege, acredita que o modelo free -to-play é de crescente interesse para as suas equipas. No entanto ele acha que muitos aspectos têm de mudar no seu jogo, antes de o converter:

“Esta é uma direcção a ser tomada a nível da empresa. Eu acho que do lado da equipa de desenvolvimento de jogos, queremos que isso aconteça. Queremos que o jogo seja acessível a todos. Certas funcionalidades são essenciais para que um free-to-play seja bem-sucedido”.

Rainbow Six Siege

Ele menciona, em particular, a gestão de “smurfing” (uma prática que consiste em influenciar o sistema de matchmaking parcialmente classificado com o objectivo de aumentar a classificação enquanto estiver a jogar contra jogadores de nível inferior) ou mesmo o desenvolvimento de um modo para pessoas com daltonismo, como explica Alex Karpazis, director artístico do jogo:

“De momento, estamos a trabalhar em algo. Queremos que o jogo seja o mais acessível possível para todos os nossos jogadores, por isso estamos a esforçar-nos nesse ponto.”

Explosões mais realistas em Rainbow Six Siege

A editora francesa Ubisoft anunciou entretanto, que os efeitos das várias explosões mudarão assim que a Operação Void Edge for lançada: “A arte da destruição no Rainbow Six Siege é uma experiência única que tende a reacções e resultados realistas (…) Explosões geralmente fazem duas coisas, que são destruição e dano. Dano aos jogadores e destruição ao meio ambiente. Cada um desses parâmetros pode ter formas e faixas diferentes, dependendo da explosão (…) A adição de danos por estilhaços permitirá alcançar um maior grau de realismo em termos de efeitos e danos da explosão, enquanto fornece uma renderização mais visual e transparente. “

Joel Pinto
 | Website

Fundador do Noticias e Tecnologia, e este foi o seu segundo projeto online, depois de vários anos ligado a um portal voltado para o sistema Android, onde também foi um dos seus fundadores.