Os primeiros carros eléctricos da Xiaomi e da OPPO chegarão em 2024

Os primeiros carros eléctricos da Xiaomi e da OPPO chegarão em 2024

23 Novembro, 2021 0 Por Joel Pinto

Há muito que se sabe que o mercado de carros eléctricos está prestes a receber grandes nomes a chegar do mercado Oriental, e há algumas semanas a Xiaomi revelou que a produção em massa dos seus veículos começará no primeiro semestre de 2024. Alem disso, Lei Jun, o CEO da empresa, revelou que o primeiro veiculo da empresa será um Sedan ou um SUV e o seu preço vai ficar posicionado entre os 100 mil e os 300 mil Yuan, que em conversão directa dá entre 13900 e os 42000 euros.

Pouco depois do anúncio da Xiaomi, a OPPO anunciou planos para lançar veículos eléctricos na Índia. A fabricante chinesa, que faz parte do grupo BBK Electronics, já começou a trabalhar num cronograma de lançamentos. Actualmente, o lançamento do primeiro carro eléctrico assinado OPPO está previsto para acontecer entre o final de 2023 e o início de 2024. Na verdade, o veículo deveria, teoricamente, chegar ao mercado antes do da Xiaomi.

carros eléctricos

Mercado de carros eléctricos prepara-se para receber veículos da Xiaomi e da OPPO

Observe que o carro de OPPO obviamente seria reservado para o mercado indiano, onde os carros eléctricos são vendidos como bolos quentes. Entre Abril e Setembro, o mercado eléctrico indiano cresceu 234% em relação ao ano anterior. Por enquanto, o grupo chinês não divulgou qualquer informação sobre a autonomia, ou desempenho do carro. Da mesma forma, não se sabe se a OPPO fará parceria com uma empresa do sector automotivo para a execução do projecto.

Para que conste, a Xiaomi e a OPPO não são os únicos fabricantes de telefones a querer entrar no mercado de carros eléctricos. A Huawei, que já tem vários protótipos a seu crédito, e a Apple, cujo projecto avança rapidamente para a criação de um automóvel 100% autónomo, são outros grande nomes a apontar a esse mercado.

Já deixou o seu like na nossa página do Facebook? Receba toda a informação em primeira mão. Siga-nos também no Google Notícias, basta selecionar-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.