O Corvo Branco hoje na televisão Portuguesa

26 Março, 2020 0 Por Joel Pinto

O Corvo Branco, a terceira longa-metragem de Ralph Fiennes, retrata a fuga para o ocidente do bailarino e coreógrafo soviético Rudolf Nureyev. Da infância pobre na cidade soviética de Ufa, ao seu despontar como estudante de dança em Leninegrado e à sua chegada ao epicentro da cultura ocidental na Paris do início da década de 1960, o filme conta a história verídica do incrível percurso de um artista único que transformou para sempre o mundo do ballet. O Corvo Branco, é um biopic dramático repleto de arte, a ver hoje em estreia exclusiva no TVCine Edition, 26 de Março, quinta-feira, às 22h00.

O Corvo Branco às 22h no TVCine Edition

Um jovem de apenas 22 anos, vestido com uma boina preta e um fato escuro justo, viaja num avião de São Petersburgo para Paris. Estamos em 1961 e Rudolf Nureyev ainda não é uma figura lendária e majestosa: dança na mundialmente famosa companhia de Ballet Kirov e viaja pela primeira vez para fora da União Soviética. A vida parisiense encanta Nureyev e o jovem bailarino está ávido por consumir toda a cultura, arte e música que a deslumbrante cidade tem para oferecer. Mas os agentes do KGB, que o observam a cada movimento, tornam-se cada vez mais desconfiados do seu comportamento e da amizade com a jovem parisiense Clara Saint. Quando finalmente confrontam Nureyev com uma exigência chocante, ele é obrigado a tomar uma dolorosa decisão que poderá mudar para sempre o curso da sua vida e colocar em perigo a sua família e amigos.

O CORVO BRANCO

O bailarino ucraniano Oleg Ivenko foi o escolhido para interpretar Nureyev, e o elenco conta ainda com interpretação do realizador Ralph Fiennes (nomeado para o Óscar® de Melhor Ator em O Paciente Inglês), Adèle Exarchopoulos (Fidelidade Sem Limite) e Louis Hofmann (A Agente Vermelha), entre outros.
Rudolf Nureyev (1938 - 1993) foi um dos mais celebrados bailarinos do século XX, primeira estrela masculina do bailado desde Vaslav Nijinsky (1889 -1950), tendo reformulado o papel da figura masculina na dança. Em 1961, quando estava em tournée com o Ballet Kirov em Paris, furou a barreira da segurança soviética e pediu asilo político no Aeroporto de Le Bourget. O bailarino foi o primeiro artista soviético a fugir durante a Guerra Fria, o que teve grande impacto internacional. Dançou nalguns dos palcos mais importantes do mundo, e com grandes bailarinas, como Margot Fontayne, Eva Evdokimova e Veronica Tennant, e foi convidado para director do Ballet da Ópera de Paris, em 1983, tendo continuado a dançar. Em 1989 dançou na União Soviética pela primeira vez desde que a abandonara. Fez a sua última aparição pública em Outubro de 1992, como director na estreia parisiense de uma nova produção de La Bayadère, tendo morrido no ano seguinte em Paris. Apaixonante e intenso, O Corvo Branco estreia em exclusivo no TVCine Edition dia 26 de Março, quinta-feira, às 22h00.

Pode assistir ao trailer do filme aqui.

Ajude-nos a crescer, visite a nossa página do Facebook e deixe o seu gosto, para ter acesso a toda a informação em primeira mão. E se gostou do artigo não se esqueça de partilhar o mesmo com os seus amigos. Siga-nos também no Google Notícias, selecione-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.