Nvidia admite que a compra da ARM vai demorar mais do que esperado

Nvidia admite que a compra da ARM vai demorar mais do que esperado

21 Agosto, 2021 Não Por Joel Pinto

O negocio entre a ARM e a Nvidia já foi anunciado há meses, mas o mesmo continua a estar complicado de se realizar. O grupo já anunciou a aquisição por um valor de cerca 40 biliões de dólares, mas ainda não obteve a validação dos reguladores. Portanto, teremos que ser pacientes.

“As nossas discussões com os reguladores estão a demorar mais do que o inicialmente esperado, o que atrasa o cronograma”, disse Jensen Huang, CEO da Nvidia ao Financial Times. “Este não é um atraso específico”, acrescentou. "Mas estamos confiantes no negócio, estamos confiantes de que os reguladores devem reconhecer os benefícios da aquisição."

O anúncio da aquisição da ARM pela Nvidia ocorreu em Setembro de 2020, ou seja há quase 1 ano. O grupo inicialmente pensava que a transação deveria ser concluída em 18 meses. Mas nem tudo saiu como planeado, com investigações a chegar dos reguladores nos Estados Unidos, na China e no Reino Unido.

ARM

Negocio entre a ARM e a Nvidia ainda vai durar uns meses para estar concluído

No Reino Unido, os reguladores estão a investigar o negócio por questões de segurança nacional. Os políticos também condenaram a compra como um golpe para a indústria de tecnologia da Grã-Bretanha e a sua soberania no cenário mundial. Nos Estados Unidos, a FTC abriu uma investigação sobre a aquisição depois de a Google, Microsoft e Qualcomm terem reclamado que isso limitaria a concorrência. E na China, o controlo da indústria global de chips essenciais é visto como um importante campo de batalha geopolítico com os Estados Unidos. Os reguladores chineses já frustraram uma tentativa da empresa americana Qualcomm de comprar a fabricante holandesa NXP Semiconductors.

Já deixou o seu like na nossa página do Facebook? Receba toda a informação em primeira mão. Siga-nos também no Google Notícias, basta selecionar-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.