Novo Exploit descoberto na PlayStation 4 e PlayStation 5

Novo Exploit descoberto na PlayStation 4 e PlayStation 5

14 Junho, 2022 0 Por Joel Pinto

Duas gerações de consolas PlayStation , além de uma possível terceira, estão prestes a serem abertas a um enorme potencial de modificação de software. Um grande Exploit foi revelado e utiliza um bug em como o sistema lida com discos Blu-Ray para abrir a porta para o código personalizado.

A Sony historicamente tem sido muito protectora em relação à segurança da PlayStation, corrigindo falhas de segurança e assim impedir os utilizadores de modificar as suas consolas. Isso geralmente é feito no interesse de evitar a pirataria, embora também bloqueie o desenvolvimento de homebrew inocentes que simplesmente desejam criar software personalizado.

O engenheiro de segurança Andy Nguyen revelou um Exploit na conferência de segurança "hardwear" que permite a execução arbitrária de código nos sistemas das PlayStation 4 e PlayStation 5, essencialmente abrindo a porta para os invasores executarem código personalizado nas consolas. Este é um passo importante para colocar o homebrew na PlayStation 5 e abre uma opção que pode tornar-se num ponto de partida confiável para as modificações. O Exploit também é teorizado para funcionar na PlayStation 3, embora a apresentação apenas ofereça a sugestão de que poderia, não um método ou garantia confiável.

O exploit rapidamente chamou a atenção de figuras proeminentes na comunidade de mods, com alguns a compara-lo com o hack FreeDVDBoot, para a PlayStation 2. O FreeDVDBoot permite que os jogos sejam executados em discos de backup "gravados", sem qualquer modificação no hardware da consola. Os discos de backup podem ser ideais para preservacionistas, pois jogar jogos raros utilizando os discos originais pode ser arriscado, porque se o disco oficial partir ou riscar, pode ser caro substituí-lo (esta é a parte que podem rir).

Exploit

Novo Exploit anima a comunidade da PS4 e PS5

A modificação em si é importante para a preservação, já que disco não dura para sempre, e também atrai entusiastas que gostam de desenvolver jogos, e outros softwares personalizados, para as consolas. No entanto, a Sony tenta consistentemente acabar com as tentativas de modificação, mais famosa a remoção do Linux da PS3 em 2010, depois que ele foi explorado para modificar o software principal do sistema. Infelizmente para a Sony, na época a remoção do Linux causou indignação da comunidade que acabou por alimentar os esforços bem-sucedidos para voltar a quebrar o sistema.

Apesar da PlayStation 4 ser actualmente muito difícil de modificar, a cena finalmente abriu-se recentemente com o hack do firmware 9.0 com uma próspera comunidade homebrew a formar-se em torno disso. À medida que mais Exploits são descobertas, com a PlayStation ao barulho, parece natural que os entusiastas do homebrew também encontrem um lar na actual geração.

FONTE

Já deixou o seu like na nossa página do Facebook? Receba toda a informação em primeira mão. Siga-nos também no Google Notícias, basta selecionar-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.