Netflix: Valor da assinatura poderá aumentar em breve

Netflix: Valor da assinatura poderá aumentar em breve

29 Setembro, 2020 0 Por Joel Pinto

O valor das assinaturas da Netflix varia de plano, para plano. Actualmente, estão disponíveis três planos com preços diferentes, e que oferecem vários benefícios. A assinatura básica custa € 7,99 / mês com a possibilidade de assistir ao conteúdo num único ecrã, em simultâneo. Depois temos uma assinatura de  € 11,99 / mês, o que corresponde à assinatura “Standard”, tem acesso a conteúdo HD, e é possível assistir ao conteúdo em 2 ecrãs em simultâneo. Por fim, a assinatura “Premium” tem o preço de € 13,99 / mês e dá acesso a conteúdo Ultra HD, para além de 4 ecrãs em simultâneo. E segundo está a ser revelado, o preço dessas três fórmulas estão prestes a subir.

Não seria a primeira vez que a Netflix aumentaria o seu preço, já que tem feito isso regularmente ao longo da sua existência. Quando foi lançado na Europa, pela primeira ver, o custo da assinatura Standard, por exemplo, era de € 8,99 / mês, que significa que eram 3 euros a menos do que aquilo que se paga hoje.

Netflix assinantes gratuito The Grey Man

Netflix prepara aumento de preço nas assinaturas?

E segundo está agora a ser explicado, "um simples aumento de 1 a 2 dólares nas assinaturas mensais dos utilizadores, na América do Norte ou na Europa, pode gerar entre $500 milhões e 1 bilião de dólares em receitas. Este anúncio não é realmente surpreendente, e provavelmente também não será a última vez que o gigante do streaming pode aumentar o seu preço, já que estudos indicam que eles aumentarão gradualmente os seus preços em certos países para ajustá-los ao catálogo crescente.

A Netflix está actualmente disponível em mais de 200 países e o mercado Europeu é um dos maiores mercados para o gigante. Felizmente, um aumento de preço da Netflix ainda não foi oficialmente anunciado, então esta informação deve ser tida com alguma ponderação, já que não existe, por enquanto, nada que confirme que a empresa irá mesmo aumentar o valor das assinaturas.

 

FONTE