Netflix: Assinatura mais barata e suportada por anúncios não vai demorar a chegar

Netflix: Assinatura mais barata e suportada por anúncios não vai demorar a chegar

25 Junho, 2022 0 Por Joel Pinto

O CEO da Netflix, Reed Hastings, já falou sobre a forma como a sua plataforma de streaming não precisa de comprometer os serviços com anúncios. No entanto, o gigante do streaming já admitiu que estava a ponderar lançar uma nova assinatura mais barata e que será suportada por anúncios.

A notícia foi divulgada pela primeira vez sobre esse nível no mês passado, mas a empresa nunca revelou quando isso poderia ser uma realidade. No entanto, numa aparição recente no festival de publicidade Cannes Lions, o co-CEO Ted Sarandos confirmou que a empresa em breve apresentará um plano de assinatura mais acessível com anúncios para atrair clientes.

Segundo está a ser avançado pelo The Hollywood Reporter, Sarandos disse que:

“Deixamos um grande segmento de clientes fora da mesa, que são as pessoas que dizem: Ei, a Netflix é muito cara para mim e não me importo com os anúncios. O nível suportado atenderá a indivíduos que dizem: Ei, quero um preço mais baixo e assistirei a anúncios”, acrescentou Sarandos.

Para aqueles que estão preocupados com a Netflix e com os anúncios, não se preocupem, pois ficariam felizes em saber que o serviço de streaming não vai colocar anúncios nos outros planos de assinatura. Ele limitará os anúncios aos utilizadores que optarem pelo próximo plano de assinatura mais barato.

Netflix
Ted Sarandos

Ted Sarandos confirma que assinatura mais barata da Netflix será uma realidade em breve

Se você estiver a utilizar um nível de assinatura mais premium, não precisará de lidar com anúncios na Netflix. Além de confirmar o nível suportado por anúncios, Sarandos também falou sobre como a Netflix está actualmente em negociações com potenciais parceiros de vendas de anúncios para este novo nível.

De momento, a Netflix não revelou um cronograma de lançamento para o novo plano, mas pode ser lançado antes do final deste ano. No entanto, teremos que esperar e ver como isso se desenrola.

FONTE

Já deixou o seu like na nossa página do Facebook? Receba toda a informação em primeira mão. Siga-nos também no Google Notícias, basta selecionar-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.