Netflix: assinatura com anúncios vai começar mal

Netflix: assinatura com anúncios vai começar mal

2 Novembro, 2022 0 Por Joel Pinto

Há muito que deixou de ser um segredo, em meados de Outubro a Netflix confirmou a chegada da sua nova fórmula mais barata que será suportada por anúncios a vários países já a partir de amanha, dia 3 de Novembro de 2022.

Essa assinatura custará 5,99 euros por mês, e numa fase inicial chegará a França, Estados Unidos e outros 10 países.. Em troca, os utilizadores terão que assistir a anúncios entre os 15 e os 30 segundos antes e durante a transmissão do conteúdo, e segundo a própria Netflix, serão apresentados no total entre 4 a 5 minutos de anúncios por hora de conteúdo visualizado.

Além disso, também será necessário ficar satisfeito em assistir ao conteúdo na resolução HD 720p, e com o facto de não poder descarregar conteúdo para assistir em offline. E quando a Netflix anunciou esta nova assinatura revelou que que certos filmes e séries poderiam estar ausentes, por falta de acordo com os detentores dos direitos.

Ainda assim, havia esperança de que as coisas fossem resolvidas antes do seu lançamento. E se tivermos em consideração ao que está a ser avançado pelo pessoal do Wall Street Journal, essa situação está longe de estar resolvida. Embora a assinatura com anúncios da Netflix deva fazer a sua estreia no dia de amanha, ainda falta muito conteúdo na plataforma.

Séries como Breaking Bad, The Crown, Cobrai Kai, How Get Away with Murder ou Grey’s Anatomy não estarão disponíveis para esses assinantes. Segundo está a ser revelado, a Netflix continua a negociar com vários grandes estúdios pelo direito de associar anúncios, ou oferecer o seu conteúdo no novo formato. Parece que a plataforma ainda não concluiu um acordo com cinco grandes players da indústria da 7ª arte, a saber, Disney, NBC Universal, Sony Pictures, Warner Bros e Lions Gate Entertainment.

Netflix

O catalogo da Netflix não estará completo para a assinatura suportada por anúncios

Por outras palavras, a assinatura que será lançada amanhã oferecerá um catálogo separado de várias séries emblemáticas da plataforma, o que certamente irá desencorajar muitos utilizadores. Especialmente porque, como provou um estudo da agência Omnicom Media Group, a nova fórmula da Netflix está longe de seduzir as multidões no momento. De facto, 45% dos inquiridos são resistentes à chegada de anúncios à Netflix.

FONTE

Joel Pinto
 | Website

Fundador do Noticias e Tecnologia, e este foi o seu segundo projeto online, depois de vários anos ligado a um portal voltado para o sistema Android, onde também foi um dos seus fundadores.