Não está para breve a chegada da criptografia ao Facebook Messenger e ao Instagram

Não está para breve a chegada da criptografia ao Facebook Messenger e ao Instagram

22 Novembro, 2021 0 Por Joel Pinto

O Meta, a nova empresa que agora controla as aplicações que anteriormente eram controladas pelo Facebook, não tem intenções de disponibilizar, por padrão, a criptografia de ponta a ponta ( E2EE ) nas aplicações do Facebook Messenger e do Instagram. Segundo está a ser revelado pelo pessoal do The guardian, a empresa invoca a segurança dos utilizadores.

Em 2020 os chats do Facebook Messenger e o Instagram foram fundidos, e isso foi feito com base na estratégia da empresa de criar um sistema de mensagens unificado. E apesar de as mensagens enviadas em cada uma dessas aplicações possam ser criptografadas, essa opção não está activa por padrão, e provavelmente não o será, pelo menos até 2023.

Numa publicação, Antigone Davis, chefe de segurança do Meta, atribui esse atraso a diversas preocupações com a segurança dos utilizadores. Como o E2EE significa que apenas o remetente e o destinatário verão as suas conversas, Davis diz que o Meta quer garantir que isso não interfira na capacidade da plataforma de ajudar a impedir actividades criminosas. Assim que o E2EE estiver disponível por padrão, a empresa “usará uma combinação de dados não criptografados nas nossas aplicações, informações de contas e relatórios de utilizador” para ajudar a mantê-los seguros, ao mesmo tempo que “auxilia nos esforços de segurança pública”.

criptografia

Facebook Messenger e ao Instagram não receberão a criptografia de ponta a ponta nos próximos meses

Numa outra publicação no início deste ano, o Meta disse que a criptografia de ponta a ponta padrão estaria disponível no Instagram e no Messenger “nunca antes de 2022”. Mas agora, Davis diz que Meta quer “acertar”, então a empresa tem planos para adiar a sua implementação até 2023.

FONTE

Já deixou o seu like na nossa página do Facebook? Receba toda a informação em primeira mão. Siga-nos também no Google Notícias, basta selecionar-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.