Microsoft quer forçar os utilizadores a usar o Microsoft Edge no Windows 11

Microsoft quer forçar os utilizadores a usar o Microsoft Edge no Windows 11

16 Novembro, 2021 0 Por Joel Pinto

Há muito que se sabe que a Microsoft não parece estar muito interessada em que os utilizadores usem um navegador de terceiros, como o seu navegador padrão no Windows 11, já que a empresa acha que o Microsoft Edge é a melhor solução para todos os utilizadores.

E a empresa parece estar disposta a bloquear todo, e qualquer, método que faça com que o Microsoft Edge não seja o navegador padrão. O mais recente tem haver com o EdgeDeflector e o Firefox.

Actualmente, mesmo que mude o navegador padrão do Windows 11, sempre que clicar num link, por exemplo num Widget, o Windows 11 vai forçosamente abrir esse link no Microsoft Edge, independentemente do navegador que tenha escolhido como padrão. E é ai que entra o EdgeDeflector, uma pequena ferramenta que permite que os links sejam abertos no seu navegador padrão, e que o seu criador afirma já ter mais de meio milhão de utilizadores. Mas acontece que a Microsoft não gosta da ferramenta, e decidiu bloquear a mesma:

“O Windows habilita aplicações e serviços abertamente na sua plataforma, incluindo vários navegadores da web”, afirmou um porta-voz da Microsoft. “Ao mesmo tempo, o Windows também oferece algumas experiências de cliente ponta a ponta no Windows 10 e no Windows 11, a experiência de pesquisa na barra de tarefas é um exemplo de uma experiência ponta a ponta. Que não foi projectada para ser redireccionado. Quando somos notificados de um redireccionamento impróprio, emitimos uma correcção”.

Microsoft Edge

Microsoft força utilizadores a utilizar o Microsoft Edge

Este bloqueio já está activo na última versão beta do Windows 11 com o programa Windows Insider, e todos vão receber esse bloqueio dentro de algumas semanas, já que vai chegar em forma de actualização.

Por sua vez, a Mozilla critica este comportamento da Microsoft: “As pessoas merecem ter uma escolha. Eles devem ser capazes de definir padrões de forma simples e fácil, e a sua escolha de navegador padrão deve ser respeitada”, disse um porta-voz da Mozilla. “Estamos a trabalhar no código que inicia o Firefox quando o protocolo microsoft-edge é usado para utilizadores que já escolheram o Firefox como navegador padrão. Após a recente mudança no Windows 11, esta implementação planeada não será mais possível”.

Resumindo, a Microsoft parece estar a boicotar aplicações de terceiros, e isso leva-me a desconfiar que em breve terá problemas com a justiça. Não creio que a Mozilla e a Google baixem os braços e não façam queixa sobre essa situação, já que forçar os utilizadores a utilizar o Microsoft Edge, ou qualquer outro navegador, é contra a lei da concorrência.

FONTE

Joel Pinto
 | Website

Fundador do Noticias e Tecnologia, e este foi o seu segundo projeto online, depois de vários anos ligado a um portal voltado para o sistema Android, onde também foi um dos seus fundadores.