Microsoft admite que os exclusivos da PlayStation são melhores que os da Xbox

Microsoft admite que os exclusivos da PlayStation são melhores que os da Xbox

24 Novembro, 2022 0 Por Joel Pinto

Como deve saber, a aquisição da Activision-Blizzard pela Microsoft por uma quantia astronómica está a ser examinada pela autoridade de concorrência e mercados do Reino Unido e da Europa.

A instituição teme em particular que esta aquisição coloque a Microsoft numa posição de força face aos seus principais concorrentes como a Sony e a Nintendo. As entidades apontam o dedo em particular para o futuro de certas licenças bem-sucedidas, como Call of Duty. Segundo eles, se essa franquia desaparecer do catálogo da Playstation, por exemplo, isso poderia prejudicar a Sony.

Soubemos ontem que a Microsoft ofereceu à Sony um contrato para garantir que Call of Duty permanecerá na Playstation pelos menos nos próximos dez anos. Por enquanto, não sabemos se a empresa japonesa respondeu favoravelmente a esta proposta. Por outro lado, o procedimento estabelecido pelas entidades permite conhecer um pouco mais sobre a Microsoft e a visão da empresa sobre os exclusivos da Sony.

De fato, em documentos oficiais que acabam de ser publicados, a Microsoft afirma que a proposta de fusão com a Activision-Blizzard não prejudicará a concorrência, em particular devido ao poder da Sony como editora de jogos.

“Além de ser o fornecedor dominante de consolas, a Sony também é uma poderosa editora de jogos. A Sony tem um tamanho mais ou menos equivalente ao da Activision e quase o dobro em relação à edição de jogos da Microsoft”, garante a empresa.

Ela continua: “Havia mais de 280 títulos exclusivos de terceiros na Playstation em 2021, quase 5 vezes mais do que na Xbox”.

Neste mesmo documento, a Microsoft afirma que os exclusivos da Sony são certamente mais numerosos, mas também de melhor qualidade.

“Os jogos exclusivos da Sony e da Nintendo estão entre os mais vendidos na Europa e no mundo. O atual conteúdo exclusivo da Sony inclui títulos importantes como The Last of Us, Ghost of Tsushima, God of War e Spider-Man.”

Microsoft PlayStation

Microsoft considera que exclusivos da PlayStation estão entre os mais importantes no mundo dos videojogos

De facto e aos olhos da Microsoft, é inconcebível que a Sony se encontre à margem devido à ausência de uma determinada licença, neste caso Call of Duty. Além disso, a empresa de Redmond lembra que a Nintendo está a sair-se muito bem há vários anos sem oferecer jogos Call of Duty no seu catálogo (nenhum jogo licenciado foi lançado na Switch).

FONTE

Joel Pinto
 | Website

Fundador do Noticias e Tecnologia, e este foi o seu segundo projeto online, depois de vários anos ligado a um portal voltado para o sistema Android, onde também foi um dos seus fundadores.