Novo Microsoft Edge já conta com mais utilizadores que o Firefox

Novo Microsoft Edge já conta com mais utilizadores que o Firefox

3 Abril, 2020 0 Por Joel Pinto

Novos dados revelam que a escolha da Microsoft de utilizar o Chromium como base do seu Microsoft Edge foi uma decisão vencedora, pois a adopção do novo navegador melhora a cada dia que passa.

Microsoft Edge passa o Mozilla Firefox em numero de utilizadores

Num passado muito recente, o Microsoft Edge só podia sonhar em competir com o Mozilla Firefox, no entanto, o Chromium tornou tudo isso possível. Os dados disponibilizados pelo NetMarketShare, que são referentes ao passado mês de Março, mostram que o Microsoft Edge já é o segundo navegador de desktop mais utilizador no mundo, sendo somente superado pelo Google Chrome. O Mozilla Firefox agora é o terceiro, e a diferença entre os dois provavelmente aumentará ainda mais nos próximos meses.

Embora neste momento seja difícil dizer quantas pessoas migraram do Firefox para o Edge, não há dúvida de que alguns migraram para o novo navegador da Microsoft nos últimos meses.

No entanto, ver o Microsoft Edge vencer a luta contra o Mozilla Firefox não é necessariamente surpreendente, porque o navegador da Microsoft tem uma grande vantagem: ele está pré-instalado no Windows 10 e, actualmente, o Windows 10 é o principal sistema operativo para desktop do mundo. Ao mesmo tempo, a Microsoft tem o que é preciso para consciencializar os utilizadores de que um novo navegador foi disponibilizado, e isso levou a que milhões de utilizadores pelo menos testassem o novo Edge, especialmente porque ouvem que ele tem o mesmo mecanismo do Google Chrome.

Recentemente, a Mozilla criticou a Microsoft por abraçar o Chromium, logo após a gigante do software revelar a sua decisão de desistir do EdgeHTML.

"Ao adotar o Chromium, a Microsoft passa o controlo de ainda mais da vida online para a Google", disse Mozilla.

“A decisão da Microsoft dá à Google mais capacidade de decidir sozinha quais as possibilidades que estão disponíveis para cada um de nós. Tornar o Google mais poderoso é arriscado em muitas frentes ”, continuou a empresa.

Firefox FTP

A Mozilla sabia que isso estava a chegar e tudo era apenas uma questão de tempo até que o Microsoft Edge conseguisse superar a sua participação de mercado. Mas no final das contas, nem tudo se resume a participação de mercado, e a Mozilla precisa de continuar a melhorar o Firefox exactamente como antes de a Microsoft ter decidido mudar para o Chromium.

“Mas se acha que o Firefox é um bom produto para si, o seu uso torna o Firefox mais forte. O seu uso ajuda programadores da web, e empresas, a pensar além do Chrome. E isso ajuda o Firefox e a Mozilla a melhorar a vida geral da Internet - mais opções, mais opções de segurança, mais concorrência ”, diz a Mozilla.

Não há dúvida de que a mudança para o Chromium foi a maneira mais fácil para a Microsoft fazer do Edge um sucesso entre plataformas. Nesse momento, o novo Edge está disponível para as plataformas Windows e macOS, portanto, essa decisão permitiu à Microsoft voltar à batalha dos navegadores.

Ajude-nos a crescer, visite a nossa página do Facebook e deixe o seu gosto, para ter acesso a toda a informação em primeira mão. E se gostou do artigo não se esqueça de partilhar o mesmo com os seus amigos. Siga-nos também no Google Notícias, selecione-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.