Microsoft disponibiliza o serviço de VPN no Edge

Microsoft disponibiliza o serviço de VPN no Edge

14 Maio, 2022 0 Por Joel Pinto

Nova versão do Microsoft Edge Canary já conta com o serviço de VPN integrado

Depois de uma pré-apresentação que aconteceu há alguns dias, a Microsoft anunciou (e disponibilizou) o serviço de VPN no seu navegador mais recente, o Microsoft Edge. Isso aconteceu depois da empresa ter disponibilizado a versão mais recente da aplicação, no canal Canary, que já vem com o serviço.

O Microsoft Edge Secure Network, esse é o nome do serviço, pretende ser uma VPN fácil de utilizar que não requer a instalação de extensões ou software de terceiros. A ideia é que os utilizadores do navegador possam criptografar a sua ligação e ter um novo endereço IP. Toda a rede é gerida pela Cloudflare, com quem a Microsoft tem um acordo.

O sistema é básico, se comparado a outras VPNs. Aqui, o utilizador limita-se a activar ou desactivar o serviço… e pronto. Ele não pode escolher um servidor específico, ou fazer ligação a outro país, pois a selecção é feita automaticamente segundo a sua localização. Se estiver, por exemplo, estiver em Portugal, há uma boas hipóteses de que o servidor escolhido esteja em Portugal ou em Espanha.

Actualmente existe um limite: a VPN no Microsoft Edge oferece apenas 1GB de tráfego por mês. Por outras palavras, muitas pessoas atingirão rapidamente essa quota. A empresa não especifica neste momento se haverá uma oferta paga no futuro, para aumentar o volume, ou até mesmo para algo sem limites.

vpn

Para testar a VPN, só precisa de descarregar a versão Canary do Microsoft Edge (aqui), fazer login com a sua conta da Microsoft, ir para as configurações e depois para a secção "Rede segura" e activar a opção. Tudo o que resta é clicar no botão dedicado no canto superior direito do navegador para testar a novidade.

A Microsoft ainda não revelou quando é que este serviço estará disponível para todos na versão estável.

Já deixou o seu like na nossa página do Facebook? Receba toda a informação em primeira mão. Siga-nos também no Google Notícias, basta selecionar-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.