Microsoft Defender: O que já era bom ficou ainda melhor

Microsoft Defender: O que já era bom ficou ainda melhor

5 Agosto, 2022 0 Por Joel Pinto

A Microsoft já havia prometido: com o Microsoft Defender, a empresa quer acabar com o ransomware, sem dúvida uma das ameaças de computador mais perigosas dos últimos anos. Ninguém, na verdade, leva isso de ânimo leve mais.

A Microsoft considera, e bem, que tem um papel a desempenhar neste caso e começa agora a apresentar soluções. Na sua última publicação, a editora anuncia uma nova actualização do Defender para o Windows 11, que tem um foco claro na segurança. Assim, a empresa de Redmond afirma ter “melhorado a capacidade do Microsoft Defender for Endpoint de identificar e interceptar ransomware e ataques avançados."

Com a mais recente actualização, a Microsoft confirma assim a ascensão do ransomware no ambiente de cibersegurança. Na verdade, vamos lembrar aqui o essencial quando nos deparamos com esse tipo de ataque. Todas as organizações, e pesquisadores, concordam num ponto: é imperativo, aconteça o que acontecer, nunca pagar o resgate solicitado. Por um lado, não garante a recuperação dos seus dados e por outro lado, conforta os hackers com a ideia de que esses ataques não são eficazes.

Outras melhorias podem ser encontradas nesta actualização do Microsoft Defender para o Windows 11, das quais aqui estão as notas de lançamento:

  • Capacidade melhorada do Microsoft Defender for Endpoint para identificar e interceptar ransomware e ataques avançados
  • Compacta ficheiros independentemente do tamanho se configurou a compactação SMB
  • Replicação de armazenamento melhorada que ocorre em redes de longa distância (WANs) de baixa largura de banda ou congestionadas
Microsoft Defender

Microsoft Defender mais eficiente a combater ransomware

Por fim, aqui estão os problemas corrigidos pela empresa no Microsoft Defender:

  • O Windows mostrava as funções do modo tablet para alguns dispositivos que não têm ecrã sensível ao toque
  • Algumas janelas de aplicações tinham secções vazias na visualização de tarefas
  • O código de erro é 0x80070026 ao copiar ficheiros
  • Vazamento de token no LsapGetClientInfoEx
  • sihost.exe ficava a utilizar uma grande quantidade de recursos do CPU
  • O Microsoft Edge deixava de responder ao usar o modo IE
Já deixou o seu like na nossa página do Facebook? Receba toda a informação em primeira mão. Siga-nos também no Google Notícias, basta selecionar-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.