Microsoft compra a Clipchamp

Microsoft compra a Clipchamp

8 Setembro, 2021 Não Por Joel Pinto

A Microsoft anunciou oficialmente a compra da Clipchamp, uma empresa que oferece uma ferramenta para edição de vídeo que está disponível para indivíduos e profissionais. No entanto, o valor do negocio não foi revelado.

O Clipchamp possui uma aplicação para desktop, mas o seu real interesse é o uso a partir de um navegador e, portanto, via Internet. O serviço é gratuito para quem está satisfeito com vídeos 480p, e quem quer mais qualidade paga $9/mês para ter acesso à resolução HD (720p) ou $19/mês para a resolução Full HD (1080p).

Claro, podemos imaginar que Microsoft irá fazer alterações na plataforma. Os utilizadores podem esperar ter a ferramenta integrada directamente no Windows com uma actualização futura? Isso é realmente o que deveria acontecer. Assim, seria possível fazer pequenas edições de vídeo, sem ter que descarregar um software específico que poderia custar algum dinheiro. Mas também existe a possibilidade dele se tornar mas uma ferramenta do Microsoft 365.

Clipchamp

Aqui está o que diz a Microsoft sobre a compra do Clipchamp:

Como uma aplicação da web que usa todo o poder do seu PC, Clipchamp é uma solução natural para expandir as experiências de produtividade baseadas na nuvem com o Microsoft 365 para indivíduos, famílias, escolas e empresas. Também é uma solução ideal para Windows, que é uma plataforma para criatividade sem limites. Quer esteja a editar clipes de jogos, a fazer um projecto escolar, recolhendo as memórias dos seus filhos ou a editar o próximo curta independente, Clipchamp e Microsoft o ajudarão a expressar-se através do poder emocional do vídeo. Se já é um utilizador desta ferramenta, tudo ficará melhor com mais opções, mais poder e a experiência de criação fácil que adora.

A empresa foi fundada em 2013 e está sediada em Brisbane (Austrália). Possui 92 funcionários. Em Julho, a plataforma contava com 17 milhões de utilizadores, incluindo 390 mil empresas (aumento de 54% num ano). Entre as empresas que utilizam seus serviços estão Deloitte, Google, Microsoft e Zendesk.

FONTE

Já deixou o seu like na nossa página do Facebook e do Instagram? Receba toda a informação em primeira mão. Siga-nos também no Google Notícias, basta seleccionar-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.