Michelin Uptis: O pneu que promete revolucionar o mercado

8 Junho, 2019 1 Por Joel Pinto

Depois de em 2017 a Michelin ter apresentado um conceito futurista de pneu, reciclado e recuperável através da impressão 3D, a empresa volta a mostrar um novo pneu sem ar, mas desta vez mostra-o com um protótipo decididamente próximo da produção. O Michelin Uptis foi mostrado em colaboração com a General Motors, na Cimeira para mobilidade sustentável Movin'On Michelin. Acrónimo de Sistema Único de Pneus à Prova de Furos, o novo pneu antecipa as soluções que a Michelin pretende adoptar nos veículos da série a partir de 2024.

Montado num Chevrolet Bolt eléctrico - o modelo escolhido para a frota de veículos de teste com os quais a Michelin e a GM testarão essa tecnologia a partir do final de 2019, em Michigan, o Uptis é equipado com uma estrutura especial de material composto que suporta o peso do carro , deformando-se de forma programada no caso de furos ou depressões.

Essa solução elimina a necessidade de "encher" o pneu, eliminando o risco de que o pneu permaneça no solo ou exploda, e aumenta a vida útil do pneu. Segundo uma estimativa da Michelin, de facto, a cada ano, 200 milhões de pneus são descartados prematuramente devido a perfurações, danos causados ​​por acidentes rodoviários e desgaste irregular causado por uma pressão incorrecta.

Todos esses problemas, com o Uptis, não estarão lá. Projetado para os veículos actuais, o Uptis foi projectado para se adaptar às necessidades de novas formas de mobilidade emergente, sejam eles carros autónomos, eléctricos, conectados ou partilhados: melhor aderência , maior segurança e quase zero de manutenção.

Já deixou o seu like na nossa página do Facebook, no, Threads, do Instagram, do BlueSky e do X? Receba toda a informação em primeira mão. Siga-nos também no Google Notícias, basta seleccionar-nos entre os seus favoritos clicando na estrela.

Joel Pinto

Fundador do Noticias e Tecnologia, e este foi o seu segundo projeto online, depois de vários anos ligado a um portal voltado para o sistema Android, onde também foi um dos seus fundadores.